Porto Velho (RO) sábado, 24 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Turismo

Potencial turístico será pesquisado


Convênio entre Suframa e FIERO permitirá o levantamento das potencialidades da região

O potencial turístico da Zona da Mata, região que engloba 15 municípios, envolvendo uma população de aproximadamente 300 mil habitantes, será todo levantado e catalogado para incentivar o aproveitamento comercial do ecoturismo.

Para isso, a Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO) assinou convênio com a Suframa, no valor total de R$ 556,77 mil. Desse total, a FIERO participa com R$ 26,57 mil. De acordo com o presidente do Sistema Indústria (FIERO, SESI, SENAI e IEL), Euzébio Guareschi, "é bom lembrar que o ecoturismo é a indústria do futuro e, nesse sentido, Rondônia possui um manancial inigualável".

O ecoturismo, nova atividade econômica em desenvolvimento global, vem ao encontro de todos os conceitos elaborados, estudados e discutidos sobre o desenvolvimento sustentável. Uma modalidade que agrega o envolvimento sócio-econômico-cultural, capaz de conciliar a captação de renda, com envolvimento sócio-político estável, equilibrado. O ecoturismo aciona mecanismos de distribuição de rendas apto a gerar maior inclusão social e econômica, respeitando a fragilidade e a interdependência dos ecossistemas e o uso sustentável dos recursos naturais, condição essencial das necessidades das gerações futuras.

"A região a ser estudada possui diversas Unidades de Conservação, cuja importância para o turismo ecológico e para o desenvolvimento sustentável da região a que pertencem têm que ser observadas e aproveitadas racionalmente", observa Guareschi.

O convênio será assinado assim que for apresentado o cronograma de trabalho por parte da FIERO, o que deve ocorrer ainda hoje. As atividades de campo começam já no início de março.

A região, que compreende um quinto do território de Rondônia, oferece um potencial rico em pesca esportiva, vez que engloba a bacia do Guaporé, além de ser uma grande produtora de gado e de produtos agrícolas, que podem gerar negócios agregados ao turismo.

Suframa

De acordo com o assessor econômico da Presidência da FIERO, Valdemar Camata Junior, a instituição optou por buscar o convênio junto à Suframa por ver no órgão um agente de fomento do desenvolvimento regional. "A Suframa tem essa vocação de produzir o desenvolvimento econômico em suas ações", avalia Camata, para quem esse tipo de parceria deveria ser estabelecido junto às demais Federações de Indústria da área de abrangência da Suframa.

Além do projeto de levantamento do potencial turístico, a FIERO apresentou outros projetos e aguarda aprovação por parte do Conselho de Administração do órgão. "Vamos dar prosseguimento a essa parceria", diz Camata.

Fonte: Fiero

Mais Sobre Turismo

Monte Gordo, um paraíso para veraneio,  a 322 quilômetros de Lisboa

Monte Gordo, um paraíso para veraneio, a 322 quilômetros de Lisboa

A cidade de Monte Gordo, a 322 quilômetros de Lisboa, é um dos principais destinos turísticos do Algarve. Tornou-se conhecida pelas praias com tempera

Municípios do novo Mapa do Turismo Brasileiro serão validados até 30 de julho

Municípios do novo Mapa do Turismo Brasileiro serão validados até 30 de julho

Os governos estaduais têm até o próximo dia 30 de julho para validar a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, que vem sendo cadastrada n

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista para todo o Brasil

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista para todo o Brasil

Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribu

Rondônia mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população

Rondônia mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população

Rondônia fará o mesmo que os peruanos: mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população. O