Porto Velho (RO) domingo, 26 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Turismo

Governo de Rondônia estuda pedido de inclusão do Real Forte Príncipe da Beira entre os Patrimônios Históricos e Culturais da Unesco


Real Forte Príncipe da Beira é a maior fortificação militar portuguesa construída na América do Sulão militar portuguesa construída na América do Sul - Gente de Opinião
Real Forte Príncipe da Beira é a maior fortificação militar portuguesa construída na América do Sulão militar portuguesa construída na América do Sul

O Real Forte Príncipe da Beira, no município de Costa Marques, na fronteira brasileira com a Bolívia, tem condições de ser candidato ao título de patrimônio histórico e cultural da humanidade, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A avaliação é do Governo de Rondônia, ao determinar estudos da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esportes e Lazer (Sejucel), nesse sentido. 

“Constituímos uma equipe para tratar, especificamente, dos assuntos referentes aos patrimônios históricos e culturais para atuarem em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e, de modo articulado, Estado e União, elaborarem um plano de trabalho que viesse preservar esses monumentos”, informou, o superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira.

O Real Forte Príncipe, a 735 quilômetros de Porto Velho, faz parte de um conjunto formado por 19 fortificações, porém, se destaca como a maior edificação portuguesa construída fora da Europa. Entre os dias 9 e 13 de julho de 2018, o historiador da Coordenação de Cultura da Sejucel, professor doutor Alécio Valois, representou o Estado de Rondônia em reuniões com a equipe técnica do Iphan, que trabalha com a candidatura das Fortificações Brasileiras ao Patrimônio Mundial. “Visamos  a realização das atividades relacionadas com o diagnóstico das condições do Forte Príncipe, conforme o processo de candidatura à Patrimônio Histórico Mundial”, explicou.

Para o superintendente Jobson Bandeira, incluí-lo entre os patrimônios representa um desafio:

“Sabemos que tais monumentos são heranças de nossos ancestrais, mas, infelizmente, ao longo da história, não foram devidamente valorizados”.

Bandeira disse que irá brevemente com a equipe governamental visitar as obras emergenciais no Forte, a fim de verificar o seu andamento.

Inaugurado em 20 de agosto de 1783, a margem direita do rio Guaporé, o forte foi batizado em homenagem a dom José de Bragança, o Príncipe da Beira, filho da Rainha D. Maria I. “É uma majestosa relíquia da arquitetura militar luso-brasileira e uma das mais importantes construções do Brasil Colônia”, comenta o superintendente.

JÁ FOI TOMBADO

A construção do Forte do Príncipe da Beira em plena floresta amazônica, representava uma iniciativa da coroa portuguesa e da política do Marquês de Pombal, poderoso e influente ministro do Governo de dom José I, rei de Portugal, para proteger as fronteiras do centro-oeste do Brasil nas disputas com a Espanha.

O Forte Príncipe da Beira foi tombado pela União, em 7 de agosto de 1950 – Inscrição nº 281 no Livro do Tombo Histórico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, (processo: 395-T-1950) e tombado pelo Estado de Rondônia pela Constituição Estadual promulgada em 1989.

Art. 264. Ficam tombados os sítios arqueológicos, a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré com todo o seu acervo, o Real Forte do Príncipe da Beira, os postos telegráficos e demais acervos da Comissão Rondon, o local da antiga cidade de Santo Antônio do Alto Madeira, o Cemitério da Candelária, o Cemitério dos Inocentes, o Prédio da Cooperativa dos Seringalistas, o marco das coordenadas geográficas da cidade de Porto Velho e outros que venham a ser definidos em lei.

Forte Príncipe da Beira -Costa Marques

Iphan e Uneco se responsabilizarão pelo plano gestor que apontará as próximas metas

“O governador Marcos Rocha busca atualmente, dentro das responsabilidades compartilhadas com a União, atuar em colaboração com a comunidade quilombola (do Quilombo Forte Príncipe da Beira), a fim de pensarem ações que valorizem sua cultura”, comentou Bandeira.

“Vislumbra-se também a oportunidade econômica advinda com o reconhecimento do Forte como bem histórico e cultural da humanidade: Rondônia certamente receberá turistas de toda parte do planeta”, assinalou.

DOSSIÊS

Segundo o professor Valois, as fortificações já foram avaliadas, resultando em dossiês sobre cada forte. “Ali estão descritas todas as características dos monumentos, desde a criação, a importância deles para o patrimônio histórico, não apenas brasileiro, mas mundial, tendo em vista que faz parte da história da arquitetura e engenharia militar mundial”, explicou.

“No momento, deve estar em construção um plano gestor pelo Iphan e pela Unesco, para definir o que vai ser feito com esse bem após ele se tornar um patrimônio mundial, e neste momento é de alta importância a participação do Governo de Rondônia, uma vez que tem responsabilidades por essa edificação e certamente serão compartilhadas ações com a União, no cuidado com a edificação”, acrescentou o professor. 


Mais Sobre Turismo

Sedam discute propostas para fomentar turismo de pesca esportiva em Rondônia

Sedam discute propostas para fomentar turismo de pesca esportiva em Rondônia

Em benefício do desenvolvimento pesqueiro do Estado, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) se r

Governo de Rondônia promulga Lei de Política de Turismo e define estratégias de implementação do Plano Estadual de Turismo

Governo de Rondônia promulga Lei de Política de Turismo e define estratégias de implementação do Plano Estadual de Turismo

A Lei n° 5.093 que institui a política estadual de turismo em Rondônia, já está em vigor. O texto foi aprovado pelo Poder Legislativo no dia 17 de a

Setur abre 3ª edição do “Famtour” para exploração turística do Polo Vale do Jamari

Setur abre 3ª edição do “Famtour” para exploração turística do Polo Vale do Jamari

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), anuncia a 3ª edição do “Famtour”, um projeto de familiarização turíst

Turismo em Rondônia é destaque na televisão

Turismo em Rondônia é destaque na televisão

O turismo de Rondônia ganha destaque mais uma vez na SIC TV, uma das afiliadas mais antigas da RECORD TV no Brasil. “Rolê Especial Verão” estreia se