Porto Velho (RO) sábado, 19 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Turismo

Curso de Hotelaria S.Lucas debate perspectivas mercado


Numa iniciativa do Curso de Hotelaria da Faculdade São Lucas, profissionais e acadêmicos dos setores hoteleiro e turístico da Capital estiveram reunidos em Mesa Redonda, realizada no auditório do Hotel Vila Rica, em Porto Velho, para debater cenários e perspectivas do mercado. Um público formado por acadêmicos e egressos dos cursos de Hotelaria e Turismo da Faculdade São Lucas teve a oportunidade de acompanhar explanações feitas por um grupo formado por profissionais e empresários, destacando os investimentos, o crescimento e as oportunidades de empregos. Na ocasião, o Coordenador Municipal de Turismo, Jun Yamamoto, destacou a iniciativa do curso de Hotelaria da Faculdade São Lucas, salientando a importância do encontro de lideranças dos setores hoteleiro e turístico para os avanços e os novos projetos. “Encontros dessa natureza são importantes para analisar o mercado, trocar idéias e contribuir para a formação dos acadêmicos”, disse Jun Yamamoto, acrescentando que a união dos segmentos público e privado tem sido fundamental para o crescimento dos setores hoteleiro e turístico no estado. A professora Camila Canova Lagares, coordenadora do curso de Hotelaria da Faculdade São Lucas, destacou a participação das lideranças empresariais que contribui para fundamentar novos conhecimentos para os acadêmicos, futuros profissionais do ramo da hotelaria no estado e na região.

O presidente da ABIH/RO (Associação Brasileira da Indústria Hoteleira), Alberto Horny, salientou que o setor hoteleiro em Rondônia continua recebendo investimentos. Segundo ele, muitos novos hotéis estão sendo inaugurados, enquanto outros investem na reestruturação física. “Esse impulso é resultados dos investimentos feitos pelo Governo federal, através do PAC, que também pegou Porto Velho de surpresa, tendo em vista a escassez de mão de obra qualificada. Na verdade, o setor vivencia uma realidade totalmente diferente e um mercado de trabalho cada vez mais exigente em termos de qualidade profissional”, analisou Horny, enfatizando que as mudanças são muito positivas para a economia do estado. Para Ananias Frota, presidente do Sindhotel/RO (Sindicato dos Hotéis de Rondônia), a construção das usinas hidrelétricas no rio Madeira levou a uma medida de grande emergência para a qualificação profissional. “Com carência de mão de obra qualificada, as usinas também contribuíram para encarecer os custos na construção civil na cidade”, mencionou. Quanto ao setor hoteleiro, Frota destaca que o turismo de negócios ainda predomina na capital e que o trabalho integrado, envolvendo o poder público e a iniciativa privada, deve ser decisivo para mudar a situação.

Com os novos empreendimentos no setor hoteleiro haverá mudanças no comportamento empresarial, principalmente diante da expectativa quanto aos novos benefícios para o segmento. Pelo menos essa é a avaliação feita por Silvandro Motta, gerente do Hotel Vila Rica em Porto Velho. Segundo ele, os novos empreendimentos tem obrigado os hotéis que já atuam no mercado local a investirem mais em projetos inovadores. “A demanda não deve acompanhar a oferta, mas tudo deve se adequar, principalmente quanto aos novos nichos do mercado, notadamente com a busca da excelência”, ponderou. Na capital, o potencial gastronômico também é muito forte e tem sido um grande diferencial em termos turísticos. “Porto Velho recebe muitos turistas que vem de cidades do interior e de estados vizinhos, sendo a gastronomia uma forte aliada na captação de dividendos no segmento”, destacou Enock Cabral, da Coordenadoria Municipal de Turismo. O Governo tem projetos específicos para impulsionar o setor turístico que, segundo o superintendente estadual de Turismo, Leandro Basílio, precisa de investimentos bem mais consistentes diante do grande potencial existente no estado. “Há municípios com grande potencial turístico, principalmente nas áreas de cultura e lazer, que dependem de maiores incentivos. “Um dos desafios da Setur é aliar o turismo cultural e de lazer ao turismo de negócios. Na verdade, precisamos fazer com que o Brasil conheça nossas belezas naturais e culturais”, complementou o executivo.

Fonte: Chagas Pereira
 

Mais Sobre Turismo

Setur se reúne com municípios que integram os pólos turísticos para desenvolver a pesca esportiva em Rondônia

Setur se reúne com municípios que integram os pólos turísticos para desenvolver a pesca esportiva em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), vem realizando reuniões em vários municípios do Estado com o objetivo

Sebrae reúne entidades e comunidade para debater portal turístico em Jaci Paraná

Sebrae reúne entidades e comunidade para debater portal turístico em Jaci Paraná

Jaci Paraná é um distrito distante cerca de 90 quilômetros da sede, a capital Porto Velho, possui cerca de 18 mil habitantes e foi muito impactado c

Setor de turismo é capacitado para a formatação de roteiros em Porto Velho

Setor de turismo é capacitado para a formatação de roteiros em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho realizou mais uma capacitação on-line tendo como foco o fortalecimento da economia no período pós-pandemia. O tema tratado

Setur assina Carta do Turismo na Amazônia durante Simpósio de Pesca Esportiva

Setur assina Carta do Turismo na Amazônia durante Simpósio de Pesca Esportiva

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), assinou a Carta do Turismo na Amazônia durante o primeiro Simpósio de