Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Saúde da Família é ampliado em 300% em 5 anos


 
O Prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho elevou em quase 100% o número de agentes do Programa de Saúde da Família (PSF), passando de 252, em 2005, para 481, em menos de cinco anos. Em 2005, eram apenas 17 equipes para atender todo município, em 2010 são 63 equipes, um crescimento de quase 300%. De acordo com dados oficiais do DataSus/IBGE e do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) em 2.005 o município de Porto Velho tinha uma população de cerca de 360 mil habitantes e o Programa de Saúde da Família fazia uma cobertura de apenas 30,27%; agora, em 2.010, a população estimada é de mais de 379 mil habitantes, e a cobertura do programa subiu para 60%, ou seja, em menos de cinco anos a Prefeitura de Porto Velho dobrou esta cobertura, apesar do aumento da população. “Estes são números que comprovam o nosso compromisso com a saúde da família portovelhense. A saúde da família é uma prioridade de nossa gestão, ampliamos e capacitamos as equipes de Saúde da Família, um exemplo atual, foi a entrega no final de abril de 420 kits compostos de uniformes e material de trabalho para os agentes, assim quando uma equipe chegar em um lar para fazer o atendimento, será imediatamente identificado pelo morador passando mais segurança e confiança para a família visitada. Os profissionais de saúde estão atendendo na Capital, nos Distritos e na região ribeirinha, e vamos continuar a ampliar em nosso município este importante programa do Governo Federal”, apontou Roberto Sobrinho.

O secretário municipal de Saúde, Williames Pimentel, destacou também o avanço na área do atendimento bucal nos últimos anos, “as equipes de Saúde da Família são compostas hoje por 47 equipes específicas de Saúde Bucal. Em 2.005, quando o prefeito Roberto Sobrinho assumiu a prefeitura, haviam 21 equipes e agora, a Semusa conta com 47, isto é mais de 100% de novos profissionais de odontologia. Também temos que destacar que todos os nossos profissionais, médicos, enfermeiros, odontólogos, auxiliares de odontologia e agentes de saúde, participam de capacitações e treinamentos pela Semusa e através de convênios como a Unir, por exemplo”, destacou o secretário.

De acordo com o enfermeiro Marcuce Antônio Miranda dos Santos, do Departamento de Atenção Básica do Município, “este crescimento não ficou restrito aos números de equipes e agentes de saúde, também foram adquiridos veículos para o trabalho de campo, como motociclistas, voadeiras principalmente, e ambulanchas; assim, conseguimos ampliar a nossa capacidade de chegar nas residências das nossas famílias, tanto na capital quanto nos lugares mais distantes, como os Distritos e comunidades ribeirinhas”, informou o enfermeiro.

Cobertura Municipal

Na região urbana são 50 equipes localizadas em 20 unidades de saúde; na região rural terrestres (Distritos) são mais 13 equipes em 11 unidades e na região rural ribeirinha são três unidades com três equipes, localizadas em São Carlos, Calama e Nazaré. As equipes de PSF na capital estão nas Policlínicas José Adelino, Hamilton Godim, Manoel Amorim de Matos e nas Unidades de Saúde (US) Mariana, Socialista, Ernandes Índio, Aponiã, Pedacinho de Chão, São Sebastião, Osvaldo Piana, Nova Floresta, Caladinho, Renato Medeiros, Santo Antônio e Vila Princesa.

O Programa Saúde da Família

Conforme o Ministério da Saúde, o programa Saúde da Família foi criado em 1993 e já atendeu mais de 100 milhões de pessoas. O objetivo é atuar na manutenção da saúde e na prevenção de doenças, alterando, assim, o modelo de saúde centrado em hospitais. A Saúde da Família é entendida como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, operacionalizada mediante a implantação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde. Estas equipes são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada. As equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais freqüentes, e na manutenção da saúde desta comunidade.

Fonte: Fabrícius Bariani
 

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr