Porto Velho (RO) sexta-feira, 29 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

São Lucas destaca influência hormonal na qualidade vocal


Todos os hormônios de todas as glândulas influenciam a laringe e a fonação. A atividade vocal depende da excitabilidade nervosa, que por sua vez depende da atividade hormonal. A observação foi feita pela fonoaudióloga Elizangela Carelli Hermes, coordenadora da Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas. Segundo ela, esses fatores acontecem na puberdade, mais cedo e mais discretamente nas meninas que nos rapazes.

Conforme a fonoaudióloga, o desenvolvimento das cartilagens da laringe e das pregas vocais está intimamente ligado ao funcionamento das glândulas sexuais. "Inibido o crescimento sexual, por exemplo: extração dos testículos, a voz permanece aguda. Se a extração for posterior à mudança já não se dão transformações na laringe. Doentes masculinos tratados com hormônios femininos apresentam sinais femininos vocais, e vice-versa", salientou.

As mudanças tardias e incompletas, de acordo com Elizangela Hermes, surgem quando existe um desequilíbrio entre o crescimento físico e emocional do adolescente. "Outras situações, a partir dos 20-25 anos e completado o desenvolvimento laríngeo, pode subsistir um comportamento vocal imaturo por razões endócrinas e/ou neuro-psíquicas como homossexualidade, timidez exagerada ou recusa de abandono da postura vocal infantil", acentuou a especialista.

Na mulher adulta, antes e durante a menstruação, os tecidos sofrem alterações. Segundo Elizangela Hermes, nesse período há retenção de líquidos e a maior permeabilidade dos vasos sanguíneos. "Há mulheres que não assinalam alterações vocais e há quem, ao contrário, registre incômodos, como sensação de secura, ardor, sensação de inchaço e de pressão, diminuição do rendimento respiratório e do apoio, dificuldade em modular timbre e em dinâmica, menos brilho, dificuldade nos agudos", destacou a fonoaudióloga, acrescentando que a grande mudança na voz da mulher dar-se-á na menopausa.

Estes sintomas têm explicação fisiológica, já que a mucosa endo-laríngea está menos lubrificada, as pregas vocais estão inchadas e mais avermelhadas, fatores que reduzem substancialmente a firmeza do esfíncter glótico. Na senilidade, todo o processo interveniente na voz fica mais flácido devido às alterações hormonais, resultando em perda de qualidade, projeção e/ou presença de tremor.

A Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas oferece o Laboratório de Voz para análise do espectrograma vocal, ou seja, através de uma gravação computadorizada da voz é possível avaliar sua qualidade vocal (intensidade e freqüência fundamental), subsidiando um diagnóstico preciso e condutas terapêuticas acertivas. Em caso de dúvida ou problemas vocais persistentes, consulte um Fonoaudiólogo. O telefone da Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas é (69) 3211-8037.

Fonte: Chagas Pereira

Mais Sobre Saúde

Proposta do vereador Maurício Carvalho amplia benefícios para servidores municipais da saúde na linha de frente ao coronavírus

Proposta do vereador Maurício Carvalho amplia benefícios para servidores municipais da saúde na linha de frente ao coronavírus

Com apoio do vereador Maurício Carvalho, presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, todos os servidores municipais da saúde de Porto Velho

Deputado Luizinho Goebel solicita informações da atuação do governo estadual na saúde dos municípios do Cone Sul

Deputado Luizinho Goebel solicita informações da atuação do governo estadual na saúde dos municípios do Cone Sul

Na última sessão ordinária da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Luizinho Goebel (PV), apresentou à Mesa Diretora da Casa de Leis, requerim

Acadêmicos de Medicina da FIMCA fabricam e distribuem Protetores Faciais

Acadêmicos de Medicina da FIMCA fabricam e distribuem Protetores Faciais

Acadêmicos do 3° ano de Medicina Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA distribuíram nesta segunda-feira (25) face shield (proter facial) pa

Biomedicina realiza palestra online sobre atualizações no tratamento da  COVID-19

Biomedicina realiza palestra online sobre atualizações no tratamento da COVID-19

O curso de Biomedicina do Centro Universitário Aparício Carvalho – FIMCA realizará uma palestra online com um professor convidado de Manaus. Após a pa