Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Prefeitura vai distribuir 72 mil preservativos


Com o tema “No Carnaval divirta-se com precaução, tenha camisinha sempre à mão”, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) vai distribuir 72 mil preservativos entre as áreas urbana e rural de Porto Velho, além de folderes explicativos sobre doenças sexualmente transmissíveis e camisetas alusivas à campanha. Cerca de 20 técnicos da vigilância epidemiológica, e agentes de saúde, estarão envolvidos na operação Carnaval do Município, com estandes nas avenidas Rogério Weber e Carlos Gomes. Na Zona Rural, os preservativos vão ser distribuídos pelos agentes comunitários, como parte do programa Saúde da Família. Os Postos de Saúde vão funcionar normalmente, e com maior estoque de preservativos.

Dados alarmantes

O Carnaval é a uma das festas mais populares do país, movimenta milhões em bens e serviços. Pesquisas recentes apontam aumento preocupante dos casos de doenças sexualmente transmissíveis. A AIDS é a que mais preocupa por ainda não haver cura. O perfil epidemiológico da doença mostra que a categoria de exposição predominante em adultos, desde o início da epidemia, é a sexual com 91% dos casos diagnosticados. 

A faixa etária de 20 a 49 anos continua sendo a mais atingida, 50% dos casos não possuem nenhuma escolaridade ou possuem ensino fundamental incompleto. Segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN/AIDS, Porto Velho confirmou 1.177 casos de AIDS adultos e crianças até 2006, cerca de 64% dos casos do Estado.

Emergência preparada 

O SAMUR, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência está com tudo preparado para atender as emergências que vierem a ocorrer nos dias de folia na capital. 

A Prefeitura, através da Semusa, montou um esquema especial de atendimento pelo SAMUR, a partir desta quinta-feira (31), quando sai o bloco carnavalesco Galo da Meia-Noite, que leva milhares de foliões para as ruas. O SAMUR, que funciona em dias normais com quatro ambulâncias, vai colocar seis de plantão, com várias equipes, chamadas Unidades Avançadas e Unidades Básicas. A maioria das unidades vai dispor de um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um condutor socorrista, todos capacitados em resgates, através de cursos no Rio de Janeiro. 

Na sexta feira (1), o SAMUR vai contar com uma ambulância extra, mesmo que não havendo nenhum evento carnavalesco previsto. No sábado (2), dia em que milhares de foliões acompanham o trajeto da Banda do Vai Quem Quer, o SAMUR volta a atuar em esquema especial, com duas equipes (avançada e básica) e seis ambulâncias. 

Desde que foi criado, há três anos, os procedimentos de médicos e enfermeiros do SAMUR vão desde primeiros socorros, pequenas cirurgias até partos. Segundo a Diretora do SAMUR, Rosiléia Brito Mendes, em dias normais é registrada a média de 30 a 35 ocorrências diárias. Nos finais de semanas, os números aumentam para 50 a 55 ocorrências. No carnaval do ano passado, de 15 a 20 de fevereiro, o SAMUR registrou 404 atendimentos durante os cinco dias de carnaval. “Nós sempre esperamos que os acidentes, os excessos nas bebidas e a violência em geral não ocorram, mas a população pode ficar tranqüila porque onde for necessária uma equipe de atendimento móvel de urgência, o SAMUR vai estar lá”, afirma o secretário Sid Orleans.

Carnaval organizado

Outras secretarias também vão estar com atividades especiais neste carnaval, como a secretaria municipal de Transportes e Trânsito - Semtran que organiza trajetos especiais para os blocos que começam nesta quinta feira e para a tradicional Banda do Vai Quem Quer e escolas de samba, nos dias 3,4 e 5 de fevereiro, na avenida imigrantes. A Coordenadoria das mulheres vai distribuir folderes sobre a prevenção de doenças e sobre os direitos da mulher. A secretaria municipal de Serviços Públicos – Semusp, vai montar um esquema diferenciado de coleta de lixo, para manter a cidade limpa mesmo durante os dias de festas , quando a demanda é bem maior.

Fonte: Ascom - Nara Vargas

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr