Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Núcleo de Psiquiatria de Rondônia realiza 1º Simpósio Rondoniense de Emergências Psiquiátricas


Núcleo de Psiquiatria de Rondônia realiza 1º Simpósio Rondoniense de Emergências Psiquiátricas - Gente de Opinião

A mortalidade por suicídio tem aumentado progressivamente, em números absolutos, embora as variações das taxas de suicídio aumentem ou diminuam, conforme a região geográfica. Atualmente, registram-se mais de 870.000 óbitos por suicídio em todo o mundo, o que representa 49% de todas as mortes por causas externas. Infelizmente, não dispomos de registros mundiais equivalentes para as tentativas de suicídio; sabe-se, no entanto, a partir de estudos localizados, que as taxas de tentativas de suicídio podem ser de 10 a 40 vezes mais elevadas que as de suicídio, e pensando em trazer este assunto para ser debatido é que o Núcleo de Psiquiatria de Rondônia e a Associação Médica Brasileira/Rondônia através de seu Presidente Dr. Aparício Carvalho de Moraes realizou na última sexta-feira (27) no Centro Universitário Aparício Carvalho – FIMCA o 1º Simpósio Rondoniense de Emergências Psiquiátricas.

“O Núcleo de Psiquiatria de Rondônia é uma entidade que congrega todas os psiquiatras do estado e é encarregado de atualizar e fazer com que as inovações da Psiquiatria  sejam constantes, nós estávamos com esse simpósio programado para o mês de Março, mas devido a pandemia não foi realizado na data prevista, mas hoje nós o realizamos obedecendo todas as regras sanitárias trazendo para esse simpósio não só médicos, mas estudantes e acadêmicos de Medicina e outras profissões da área da saúde para que possamos atualizar essas emergências Psiquiátricas que sempre tem que ser discutidas.” Enfatizou Dr. Aparício Carvalho.

O evento seguiu todos protocolos de segurança e contou com muitos médicos inscritos e com a participação de médicos psiquiatras renomados de todo Estado, um de seus objetivos foi Auxiliar o profissional de saúde na identificação dos fatores de risco e de proteção, e no manejo de pacientes com risco de suicídio, por meio de entrevista clínica, no contexto de emergência médica. A abertura do Evento foi realizado pelo Dr. Aparício Carvalho de Moraes, Reitor do Centro Universitário Aparício Carvalho – FIMCA, Psiquiatra, Presidente do Núcleo de Psiquiatria de Rondónia e Presidente da Associação Médica Brasileira - Rondônia.

Envolvendo o tema principal de Emergências Psiquiátricas, as palestras abordaram os riscos de suicídio e desafios no atendimento, transtornos orgânicos e diagnóstico diferenciado em emergências, agitação psicomotora e abordagens terapêuticas nas emergências da infância e adolescência. A Dra. Andressa Police dos Santos, Psiquiatra no Hospital João Paulo II foi uma das palestrantes e falou sobre transtornos orgânicos e diagnóstico diferencial em emergências psiquiátricas: Delirium. A Dra. Elis Regina Cardoso Duarte Silva, Professora no Centro Universitário FIMCA, Psiquiatra com Residência Médica em Psiquiatria pelo Hospital das Forças Armadas HFA, Brasília – DF falou sobre Agitação psicomotora e abordagens nos serviços de emergência psiquiátrica. O Dr. Ivo Louro Dickow, Psiquiatra, Psiquiatra Forense e Diretor Tesoureiro do Núcleo de Psiquiatria de Rondônia, Coordenador da Residência Médica em Psiquiatria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro em Porto Velho abordou sobre o Risco de suicídio e desafios no atendimento emergencial: Farmacoterapia e abordagens Psicodinâmicas.  

Também palestrou o Dr. Robinson Machado Yalunzan, Psiquiatra, Preceptor da Residência Médica em Psiquiatria do CAPS infantil e do internato médico do Hospital Santa Marcelina de Porto Velho - RO. “Tive a oportunidade de palestrar sobre as emergências psiquiátricas na infância e na adolescência envolvendo todos os transtornos mentais e suas abordagens terapêuticas. Foi uma satisfação ímpar poder compartilhar e trocar experiências com esses profissionais que atuam com tanta dedicação no nosso cotidiano”, destacou médico psiquiatra, Dr. Robinson Machado.

O Presidente do Núcleo de Psiquiatria de Rondónia, Dr. Aparício Carvalho de Moraes ainda ressaltou que “Não há como prever quem cometerá suicídio, mas é possível avaliar o risco individual que cada paciente apresenta, tendo em vista a investigação detalhada e empática da entrevista clínica. Impedir que o paciente venha a se matar é regra preliminar e fundamental” Finalizou.

Galeria de Imagens

Mais Sobre Saúde

Amazonas decreta toque de recolher devido a covid-19

Amazonas decreta toque de recolher devido a covid-19

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, hoje (14), novas medidas para tentar conter a disseminação do novo coronavírus (covid-19) e o conse

Período chuvoso é propenso para a proliferação de Caramujos-Africanos; animais representam riscos a saúde, alerta Agevisa

Período chuvoso é propenso para a proliferação de Caramujos-Africanos; animais representam riscos a saúde, alerta Agevisa

O Governo de Rondônia, por meio da Agência de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) informa que durante o período chuvoso é importante ficar atent

Governo apresenta minuta do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da saúde ao Legislativo

Governo apresenta minuta do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da saúde ao Legislativo

O Governo do Estado de Rondônia, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), deu um importante passo em prol da valorização profissional dos ser

Fiocruz deve iniciar produção da vacina de Oxford em 20 de janeiro

Fiocruz deve iniciar produção da vacina de Oxford em 20 de janeiro

Com a chegada dos ingredientes farmacêuticos ativos (IFAs) importados em meados de janeiro, a Fundação Oswaldo Cruz prevê que a produção da vacina Ast