Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Saúde

Método Canguru ajuda recuperar bebês prematuros


 Gente de Opinião

"É a primeira vez que participo de um curso assim. Trabalho no hospital de Base Ary pinheiro,  e acredito que o Método Canguru vai fortalecer o meu trabalho, vou me esforçar ao máximo para aprimorar meus conhecimentos e poder ajudar ainda mais os bebês recém-nascidos. Acho uma atitude  louvável, o governo de Rondônia se preocupar em capacitar os profissionais de Saúde", ressalta a  fisioterapeuta Viviane Kuroda, que participou de oficina sobre técnicas para lidar com bebês prematuros.

O treinamento é realizado pela secretaria Estadual de Saúde (Sesau),  por meio da Gerência de Programas Estratégicos de Saúde (GPES). De acordo com a gerente estadual, Delcy Mazzarelo, o encontro vai capacitar profissionais que atuam direto com  recém-nascidos.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, esse método já funciona na maternidade de Porto Velho, e pretendemos implantar em todas as unidades hospitalares de atenção à gestante de alto risco, pertencentes ao Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com  Pimentel, a ação é  importante, pois  o  Método Canguru acompanha desde o pré-natal de alto risco, o nascimento e a internação do bebê, ficando em contato direto com a mãe, aconchegado em seu peito, com isso a mortalidade infantil deve diminuir, afirma o secretário.

A capacitação começou na segunda-feira, 18, e segue até o dia 22 deste mês. As oficinas acontecem no Rondon Palace Hotel. São abordados temas como: cuidados do bebê, considerações sobre o desenvolvimento psicoativo do bebê pré-termo, o cuidador e o ambiente da unidade neonatal, visita à unidade, estresse e dor, orientação para os pais,  quando o cuidado falha, entre outros assuntos. O curso está sendo ministrado pelo professor adjunto Neonatal Arnaldo Bueno, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Fonte: Antonia Lima
Foto: Ítalo Ricardo  / Sesau

Mais Sobre Saúde

Rondônia: Agevisa alerta sobre animais peçonhentos que já provocaram mais de 1.500 acidentes neste ano

Rondônia: Agevisa alerta sobre animais peçonhentos que já provocaram mais de 1.500 acidentes neste ano

Com o registro de mais de 1.500 de acidentes com animais peçonhentos até o dia 11 de novembro em Rondônia, a Agência Estadual de Vigilância de Saúde (

Prefeitura de Porto Velho e parceiros seguem no atendimento aos indígenas

Prefeitura de Porto Velho e parceiros seguem no atendimento aos indígenas

A Prefeitura de Porto Velho, via Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf), e parceiros, realizaram no início da tarde de quarta-f

Barco Hospital leva assistência médica, odontológica e serviços às comunidades ribeirinhas

Barco Hospital leva assistência médica, odontológica e serviços às comunidades ribeirinhas

A Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bártolo, o chamado Barco Hospital, que atende comunidades ribeirinhas, indígenas e população quilombolas do V

Sesau realiza mutirão de ressonância para atender cerca de 5 mil pessoas que aguardam na região Sul, do Café, Zona da Mata e Vale do Guaporé

Sesau realiza mutirão de ressonância para atender cerca de 5 mil pessoas que aguardam na região Sul, do Café, Zona da Mata e Vale do Guaporé

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) vai iniciar ainda neste mês de novembro mais um mutirão para exames de ressonância magnética sem sedação para a