Porto Velho (RO) sábado, 19 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Governo Cahulla deixou hospitais sem medicamentos


 
 
A denúncia foi feita pelo Dr. Rodrigo Almeida, presidente do Sindicato Médico de Rondônia – SIMERO, confirmando a situação de total abandono em que se encontram os hospitais estaduais de Porto Velho e dos municípios do interior do Estado. Segundo Dr. Rodrigo, o Governo Cahulla deixou hospitais sem medicamentos - Gente de Opiniãogoverno anterior deixou as unidades de saúde sem medicamentos básicos para atender a demanda de pacientes. Remédios dos grupos de antibióticos, antiinflamatórios, entre outros não são encontrados na rede pública. Contratos de compra de medicação não foram renovados e os estoques se esgotaram antes mesmo do fim do governo de João Cahulla. “É uma situação de caos nos hospitais da capital”, afirma.

De acordo com levantamento do SIMERO o Governador Confúcio Moura terá que realizar licitações emergenciais suprindo a falta de medicação e de materiais utilizados no atendimento de pacientes, como luvas e seringas descartáveis.

Outra herança deixada pela administração anterior no Estado é a falta de estrutura mínima para o médico desenvolver seu trabalho e proporcionar um atendimento de qualidade a população. Para Rodrigo, consultórios apertados, equipamentos ultrapassados e falta de medicação adequada limita o trabalho do profissional de medicina. “Os médicos enfrentam grande dificuldade nas unidades de saúde quando se deparam com essa deficiência do setor de saúde pública”.

O Sindicato Médico lamenta profundamente a atitude da antiga administração em permitir que a saúde pública se tornasse um caos como se encontra atualmente. Obras estruturantes e prédios são importantes mas é necessário manter os serviços básicos e dar condições dignas de trabalho aos profissionais da área médica.

Fonte: Adão Gomes / SIMERO

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr