Porto Velho (RO) segunda-feira, 10 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Estado prepara curso sobre Vírus Emergentes na Amazônia


O governo de Rondônia, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), está preparando um curso internacional sobre Vírus Emergentes na Amazônia. O evento, que acontece de 18 de novembro a 7 de dezembro, será coordenado pelo Cepem, sob orientação do professor Luis Hildebrando Pereira da Silva. As atividades envolverão instituições de renome mundial, como a Fiocruz e o Instituto Pasteur. O curso será ministrado, em Porto Velho , no Laboratório Central (Lacen) e no Instituto de Pesquisa em Patologias Tropicais (Ipepatro). A administração estadual, responsável pelo Lacen, ainda está investindo aproximadamente R$ 40 mil na adequação da unidade.

“É uma honra para Rondônia realizar um curso de nível internacional, quando receberemos especialistas renomados. Isso é de grande importância, pois nosso foco está voltado para o futuro do Estado. Com a construção das hidrelétricas do Rio Madeira poderá ocorrer aumento de doenças viróticas conhecidas ou não. Por esta razão, temos que nos precaver de forma efetiva, produzindo profissionais capazes de orientar e conduzir medidas de contenção”, afirmou Milton Moreira, secretário de Estado da Saúde.

Os conferencistas serão pesquisadores e professores dos Institutos Pasteur de Paris, Lyon e Cayenne, pesquisadores do Center of Disease Control de Atlanta, USA e de instituições cientificas da Argentina e Uruguai. Pesquisadores brasileiros da Fiocruz, do Instituto Evandro Chagas, do Instituto Ludwig e de universidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Pará e Goiás também participam como conferencistas, tutores de grupo e auxiliares de ensino.

Segundo dados do Instituto Evandro Chagas, dos 400 arbovirus estimados na Amazônia, apenas a metade foi identificada. “A região norte do País possui grandes áreas de florestas sem nenhuma ocupação humana e que podem abrigar uma quantidade expressiva de doenças viróticas, letais ao homem, transmitidas por insetos e roedores, como exemplo o vírus Ébola na África”, completou Milton Moreira.

Preferência para representantes da região amazônica - O curso internacional de viroses emergentes oferecerá 24 vagas para especialistas em virologia ou microbiologia de 14 instituições brasileiras e 10 de outros paises da América do Sul. Os participantes terão que ter experiência de trabalho laboratorial, em universidades ou centros de pesquisas. O curso será ministrado em inglês. A seleção ficará a cargo da comissão organizadora. Haverá preferência para representantes da região amazônica. Para a realização do curso, o governo de Rondônia conta com a parceria de instituições de pesquisa do Brasil e do exterior.

A programação envolve conferências, seminários, apresentação de trabalhos. Acontecem ainda atividades práticas em laboratório de isolamento e caracterização de vírus por técnicas sorológicas e moleculares. O curso, dividido em três semanas, será ministrado, de segunda a sábado, em regime de dedicação exclusiva. A primeira semana abordará: ecossistemas, vírus e vetores. A segunda terá como tema: infecções virais persistentes e a terceira semana: patogenia e controle de infecções virais agudas.

Para a realização do curso internacional de viroses emergentes, o Estado está implantando no Lacen novos sistemas de exames como: cultivo celular e isolamento do vírus da Dengue, genotipagem de Hepatite C pela metodologia de PCR - biologia molecular e diagnóstico da raiva animal com o cultivo e realização do PCR, para o conhecimento das cepas circulantes no Estado.

O investimento estadual no Lacem possibilitará também a implantação de exames para a pesquisa da leishmaniose tegumentar e vetores transmissores. O laboratório central permanecerá como suporte em biologia molecular para pesquisa de outros agravos, de importância epidemiológica para o Estado. 

Fonte: A/I SESAU - Decom

Mais Sobre Saúde

Moradores vacinados durante força tarefa

Moradores vacinados durante força tarefa

A campanha de vacinação realizada no Residencial Orgulho do Madeira imunizou 619 pessoas durante quatro dias de atividades. Ao todo, 27 profissionai

Deputado Anderson quer retorno imediato de cirurgias de urgência, suspensas desde o início da pandemia

Deputado Anderson quer retorno imediato de cirurgias de urgência, suspensas desde o início da pandemia

O deputado estadual Anderson Pereira (PROS) encaminhou ao poder executivo, com cópia para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), requerimento solic

CFM encaminha para Conselhos Regionais de Medicina esclarecimentos da Anvisa sobre obrigatoriedade de receita médica para determinados medicamentos

CFM encaminha para Conselhos Regionais de Medicina esclarecimentos da Anvisa sobre obrigatoriedade de receita médica para determinados medicamentos

Tendo em vista a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 405/2020 da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada no Diário Oficial da União (

UPAS Sul e Leste, de Porto Velho, atenderam mais de 35 mil pacientes nos últimos 3 meses

UPAS Sul e Leste, de Porto Velho, atenderam mais de 35 mil pacientes nos últimos 3 meses

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) de Porto Velho, localizadas nas Zonas Sul e Leste, atingiram a marca de 35.004 atendimentos no último trime