Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Sistema Diretivo do Sintero avalia atividades de 2013 e discute as metas para 2014


As atividades desenvolvidas pelo Sintero no ano de 2013 e os temas que serão prioridades para 2014 foram pauta da última reunião do ano do Sistema Diretivo do sindicato, formado pelos integrantes da Diretoria Executiva, pelos Diretores regionais e pelos integrantes do Conselho Fiscal, realizada nesta sexta-feira, dia 13/12, em Guajará-Mirim.Sistema Diretivo do Sintero avalia atividades de 2013 e discute as metas para 2014 - Gente de Opinião

Na reunião, liderada pelo presidente do Sintero, Manoel Rodrigues, cada diretor fez uma avaliação da sua pasta ou da sua Regional. A finalidade é aperfeiçoar a luta dos trabalhadores em educação em 2014 e nos próximos anos.

Um dos temas mais levantados foi a greve dos trabalhadores em educação estaduais e as greves municipais, que aconteceram simultaneamente no primeiro semestre.

Os diretores do Sintero avaliaram as greves como positivas, principalmente a greve estadual, pois a educação foi a única categoria que obteve algum ganho financeiro neste ano de 2013, materializado na gratificação de 7,97%, que vai até este mês de dezembro com o compromisso de sua continuação, dependendo da efetivação da transposição.

Outro ponto destacado na reunião é que todas as reuniões de negociação com o governo tiveram a participação direta da base com representantes de todo o Estado, e foram sucedidas de assembleias gerais. Assim ninguém pode dizer que a direção do Sintero negociou sem o consentimento da categoria.

Na opinião dos diretores do Sintero, o percentual conquistado em forma de gratificação é pouco e o período de incidência é curto, mas nem isso a categoria teria conseguido se não fosse o movimento grevista. Além dessa gratificação, a greve também garantiu os reajustes para 2014.

Não ficaram de fora da reunião os itens para os quais os servidores ainda esperam o cumprimento por parte do governo, como o pagamento da licença-prêmio em pecúnia, os processos de gratificações de pós-graduação e mestrado que estão parados na PGE, além do pagamento de precatórios, que depende do Judiciário, e a transposição que depende do governo federal e de uma atuação mais firme da bancada federal de Rondônia.

Sobre a licença-prêmio em pecúnia o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, disse que o governo não pagou o que havia sido acordado porque a Assembleia Legislativa quebrou o acordo. Durante as negociações da greve o governo informou que não tinha recursos para pagar a gratificação e a licença-prêmio juntas. Através do deputado estadual Maurão de Carvalho ea deputada Epifânia Barbosa, a Assembleia Legislativa se comprometeu em repassar à Seduc o valor de R$ 4 milhões para complementar os recursos. Agora o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Hermínio Coelho, diz que não vai autorizar o repasse dos recursos.

“Vamos continuar cobrando o cumprimento desse acordo porque os trabalhadores em educação não podem ser mais prejudicados do que já são”, disse o presidente do Sintero.

Sobre os precatórios, informou que a liberação do pagamento depende de decisão do Tribunal de Justiça, e que o Sintero está constantemente em contato com Judiciário para lembrar que os trabalhadores em educação o direito de receber os valores ainda em vida.

Já a transposição, segundo Manoel Rodrigues, ainda depende de muita mobilização, de muita pressão sobre a bancada federal de Rondônia e sobre o governo federal, e que os sindicatos de servidores já estão se reunindo para retomar as manifestações. Talvez seja preciso organizar novas caravanas a Brasília.

Depois de discutir todos os pontos da avaliação e das metas, o Sistema Diretivo do Sintero aprovou uma proposta de pauta de reivindicações para 2014. A lista com as reivindcações será discutica com os trabalhadores em educação durante assembleias que serão convocadas no período de 17 a 20 de dezembro. A categoria poderá modificar a proposta de pauta incluindo novos itens, excluindo o que achar desnecessário, e finalmente aprovar um documento para ser entregue ao governador Confúcio Moura e ao secretário de Estado da Educação Emerson Castro.

Para finalizar a reunião do Sistema Diretivo definou como será o funcionamento do Sintero neste final de ano e durante o mês de janeiro. O sindicato entrará em recesso no dia 23 de dezembro e volta a funcionar no dia 06 de janeiro; e durante todo o mês de janeiro atenderá ao público em horário corrido, das 08 horas da manhã às 13 horas.

Fonte: Ascom
 

Mais Sobre Política

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

A Assembleia Legislativa de Rondônia realizou na noite desta sexta-feira, 20, Sessão Solene no município de Cacoal, para entrega de entrega de Votos

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Com a presença dos deputados Luizinho Goebel (PSC), Cirone Deiró (União Brasil), Adelino Follador (União Brasil), e Laerte Gomes (PSB), a Assembleia

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), comandou na tarde desta quarta-feira (18), no Plenário da Casa de Leis, Sessão S

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

“A comercialização da saca do café robusta beneficiado está em R$ 700 reais com uma produção estimada para a safra de 2022, de 2,49 milhões de sacas