Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Recuperação da Madeira-Mamoré


A Prefeitura de Porto Velho começou o trabalho de revitalização da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, obra há muito esperada pela população, e que deve dar novo impulso ao turismo da Capital. Os tapumes foram colocados no canteiro de obras, dando início à reforma do galpão onde funcionava a oficina da ferrovia.

O presidente da Fundação Iaripuna, Ariel Argob, disse que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) já autorizou a execução da obra, após concluir o laudo técnico. Nesta primeira etapa serão recuperados os três galpões do complexo cujo investimento está orçado em cerca de R$ 2 milhões, já disponíveis na Caixa Econômica.

Na última quinta-feira (27), Argob organizou um ato público na Praça da  Estrada de Ferro para explicar o trabalho que está sendo realizado pela Prefeitura, bem como os benefícios que a revitalização trará para a população e para  a economia do município com o incremento do turismo. Ariel Argob lembra que nos os estados onde o patrimônio histórico foi revitalizado, a iniciativa recebeu a aprovação e o apoio da população.

O prefeito Roberto Sobrinho inclui a obra no projeto de revitalização do centro da cidade realizado pela Prefeitura, em parceria com várias instituições, com a meta de recuperar praças e outros espaços públicos. Ele lembrou que a dificuldade inicial para a liberação de recursos para a Madeira-Mamoré era a falta de um projeto. "A partir do momento em que o Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN) aprovou o nosso projeto, pode-se iniciar a obra com tranqüilidade", disse.

Idealizado pelos arquitetos e engenheiros da Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla), o projeto será executado em três fases. A primeira será a recuperação dos galpões onde serão instaladas oficinas de teatro, música, dança, artesanato e pintura. No galpão da marinha, além de oficinas no térreo, será construído no segundo piso um teatro, dois camarins, banheiros. No segundo piso a visão será panorâmica, tanto para o rio Madeira como para a Avenida 7 de Setembro.

O segundo galpão contará com duas salas de espetáculos para eventos diversos e mais um teatro de arena. Já o galpão onde funciona o museu, contará também com um piso superior, onde funcionará uma biblioteca, o museu e mais um espaço para exposições. Na parte inferior serão instaladas duas lanchonetes e dois restaurantes. O prédio onde funcionava a estação também será recuperado. Todos os espaços serão dotados de acesso aos portadores de necessidades especiais. 

Numa outra etapa do projeto está prevista a urbanização do espaço, com a construção de calçadas, praça de alimentação, playground, pista para corrida, quadra poliesportiva, ciclovia e acesso diferenciado para pedestre e veículos. Todo o projeto está orçado em R$ 20 milhões.

Além dos recursos federais, a expectativa do prefeito é que ao ser contemplado com a Lei Ruaner, a Prefeitura encontre mais facilidade para conseguir firmar parcerias com o setor privado, visto que a lei prevê a dedução do valor investido no Imposto de Renda. "Este processo já está tramitando no Ministério da Cultura, assim como também está sendo negociada a transferência de todo aquele espaço para a Prefeitura", afirmou Roberto.  

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política

Presidente Alex Redano acompanha trabalho do Governo para a retomada das cirurgias eletivas

Presidente Alex Redano acompanha trabalho do Governo para a retomada das cirurgias eletivas

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), comemorou a retomada das cirurgias eletivas de menor risco, após o Governo acata

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Um dos setores mais afetados com a pandemia do coronavírus é o setor de eventos e entretenimento. Há mais de um ano parado, o segmento enfrenta inúm

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

O presidente da Câmara, João Paulo Pichek (Republicanos), disse que desde abril estava dialogando com o Sindicato dos servidores públicos de Cacoal