Porto Velho (RO) domingo, 20 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Promec investe R$ 24,5 mi lhões e beneficia produtores


Balanço geral realizado pela Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social (Seapes) revela que, de maio de 2003, quando o governador Ivo Cassol iniciou seu primeiro mandato, a outubro deste ano, mais de 47.700 produtores rurais foram beneficiados com ações desenvolvidas no âmbito do ProMec, o Programa de Mecanização Agrícola administrado pela Secretaria em parceria com a Emater/RO.

Ao longo dos últimos cinco anos, o Governo do Estado investiu mais de R$ 24,5 milhões para produzir, através do ProMec, uma transformação definitiva no modo de trabalhar do pequeno produtor rural. Antes limitado às lavouras brancas levadas no cabo da enxada, tirando da terra apenas o que ela poderia oferecer, hoje o agricultor familiar tem acesso a ferramentas de trabalho que lhe permitem aumentar sua renda, produzir mais, sem exaurir os recursos naturais.
Os exemplos são diversos e eloqüentes: com as 230 mil horas-máquinas colocadas à disposição, foi realizada a destoca, limpeza e retirada de material inservível em 20.300 hectares de terras, recuperando-as para a produção e reduzindo a pressão por desmate.
Para oferecer água em grande quantidade e de forma permanente para os rebanhos, que já somam aproximadamente 11,5 milhões de cabeças, foram construídos 12.700 bebedouros e tanques secos, além de serem escavadas, reformadas e/ou ampliadas 8.400 represas em propriedades diferentes. Aliás, houve casos em que, numa mesma linha, diversas propriedades receberam mais de um benefício - bebedouro e destoca, carreador e represa – tudo realizado dentro do limite de até cinco horas-máquinas para cada produtor.

Foi atacada com vigor uma dificuldade histórica de cafeicultores e cacauicultores: a falta de terreirões para a secagem de grãos. Foram 24 construídos no primeiro ano, 60 no segundo, 120 em 2006 e, até outubro de 2007, mais 93, totalizando 297 terreirões disponibilizados. Outros 231 tanques de pisicultura foram construídos, como incentivo a uma das atividades agropecuárias que mais cresceu no Estado nos últimos cinco anos.

Por fim, a melhoria das condições de transporte dentro e fora das propriedades também foi alvo das ações do ProMec, que permitiu a implantação de nada menos que 4.200 quilômetros de carreadores além do patrolamento e recuperação de 3.000 quilômetros de estradas vicinais.

“Estes números vão crescer ainda mais até o fim do ano, uma vez que estão reservados mais R$ 4,5 milhões, além dos R$ 9,3 milhões já investidos entre janeiro e outubro, para a aceleração dos trabalhos do programa antes do aprofundamento da estação chuvosa”, destaca o secretário de Estado da Agricultura, Marco Antonio Petisco.

Balanço geral realizado pela Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social (Seapes) revela que, de maio de 2003, quando o governador Ivo Cassol iniciou seu primeiro mandato, a outubro deste ano, mais de 47.700 produtores rurais foram beneficiados com ações desenvolvidas no âmbito do ProMec, o Programa de Mecanização Agrícola administrado pela Secretaria em parceria com a Emater/RO.

Ao longo dos últimos cinco anos, o Governo do Estado investiu mais de R$ 24,5 milhões para produzir, através do ProMec, uma transformação definitiva no modo de trabalhar do pequeno produtor rural. Antes limitado às lavouras brancas levadas no cabo da enxada, tirando da terra apenas o que ela poderia oferecer, hoje o agricultor familiar tem acesso a ferramentas de trabalho que lhe permitem aumentar sua renda, produzir mais, sem exaurir os recursos naturais.

Os exemplos são diversos e eloqüentes: com as 230 mil horas-máquinas colocadas à disposição, foi realizada a destoca, limpeza e retirada de material inservível em 20.300 hectares de terras, recuperando-as para a produção e reduzindo a pressão por desmate.

Para oferecer água em grande quantidade e de forma permanente para os rebanhos, que já somam aproximadamente 11,5 milhões de cabeças, foram construídos 12.700 bebedouros e tanques secos, além de serem escavadas, reformadas e/ou ampliadas 8.400 represas em propriedades diferentes. Aliás, houve casos em que, numa mesma linha, diversas propriedades receberam mais de um benefício - bebedouro e destoca, carreador e represa – tudo realizado dentro do limite de até cinco horas-máquinas para cada produtor.

Foi atacada com vigor uma dificuldade histórica de cafeicultores e cacauicultores: a falta de terreirões para a secagem de grãos. Foram 24 construídos no primeiro ano, 60 no segundo, 120 em 2006 e, até outubro de 2007, mais 93, totalizando 297 terreirões disponibilizados. Outros 231 tanques de pisicultura foram construídos, como incentivo a uma das atividades agropecuárias que mais cresceu no Estado nos últimos cinco anos.

Por fim, a melhoria das condições de transporte dentro e fora das propriedades também foi alvo das ações do ProMec, que permitiu a implantação de nada menos que 4.200 quilômetros de carreadores além do patrolamento e recuperação de 3.000 quilômetros de estradas vicinais.

“Estes números vão crescer ainda mais até o fim do ano, uma vez que estão reservados mais R$ 4,5 milhões, além dos R$ 9,3 milhões já investidos entre janeiro e outubro, para a aceleração dos trabalhos do programa antes do aprofundamento da estação chuvosa”, destaca o secretário de Estado da Agricultura, Marco Antonio Petisco.

Fonte: Decom

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi