Porto Velho (RO) sábado, 21 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

DIREITO DE RESPOSTA - PSOL



O objetivo deste é solicitar cordialmente o direito de resposta, referente o que foi publicado neste site no dia 08/11/10 – segunda-feira, com o título:  PSOL/RO racha mais em Rondônia após encontro Estadual.

Antes de responder ponto a ponto a matéria publicada por este site, queremos destacar que o conteúdo da mesma foi leviana e caluniosa e  foge aos padrões de um bom jornalismo, pois ataca pessoas sem, contudo, ter a decência de ouvir o outro lado em questão. As pessoas citadas não são ocultas, têm endereços declarados, telefones e sempre ligados, engajados socialmente, e dirigentes partidários. Dessa forma pedimos de público para expor a indignação de um grupo dirigente do PSOL/RO, a seguir:

 

1)      De fato o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL/RO) realizou o encontro estadual no dia 06/11, sendo precedido no dia 05/11 de uma conferência “PSOL: os desafios da esquerda e um partido necessário” realizada pelo secretário geral nacional do PSOL professor universitário e economista Afrânio Bappré. A matéria mente quando afirma que “a Direção Estadual deu GOLPE em todas as direções municipais do estado, destituindo-as e com apoio do Secretário Geral Nacional que já não estava presente ao evento”. O autor da matéria se tivesse preocupação com a verdade deveria ter informado a sociedade de que o encontro estadual do PSOL apenas referendou o que foi decidido e encaminhado na plenária estadual ocorrida no dia 07/10, portanto, compete ao diretório estadual como instância superior fazer os devidos encaminhamentos. É leviano afirmar que o secretário nacional do PSOL apoiou um golpe; o autor além de não ter as verdadeiras informações, e o pior, não as busca-las, denigre a imagem de um dirigente nacional do PSOL sem sequer conhece-lo. Afrânio Boppré  veio a Rondônia a convite da direção estadual para fazer o trabalho de direção nacional.

2)      Ainda afirma que: “para o Presidente Municipal Muniz, Adilson Siqueira manipula todos os filiados do partido, assim como fazia com a Presidente Marisia, quando não precisa mais deles, dispensa-os em forma de Golpe e expulsão e lembra os filiados de gestões anteriores da Direção Estadual, Professor Dettoni e José Rosa”.

Não se pode conceber tal acusação falaciosa, pois se se afirma “Adilson Siqueira manipula todos os filiados do partido” menospreza-se a capacidade de inteligência dos nossos companheiros, pessoas conscientes do papel que desempenha um partido político como o PSOL e que se diferencia dos demais justamente pelo caráter democrático das suas formas deliberativas. Portanto, tal afirmação se contrapõe à lógica democrática interna do partido.

Queremos esclarecer que até o presente, o PSOL/RO nunca abriu um processo de expulsão de nenhum filiado, portanto é uma mentira a afirmação de que o professor José Dettoni e José Rosa foram expulsos do partido, aliás, deve-se dizer que o Prof. Dr. José Dettoni é uma das pessoas mais respeitadas nesse estado e que goza de todo respeito pela direção do PSOL, bem como o companheiro valoroso José Rosa, que sempre se colocou a disposição na construção do Partido.

3)      Por fim, na matéria  o Senhor  Muniz refere-se ao Professor Adilson Siqueira, assim:  “ele não tem moral para falar, pois prega ética e não a tem, Está inelegível por oito anos por incompetência eleitoral por não pagar as contas de campanha e não prestar contas de forma correta, e não tem peito para falar do nosso grupo o MER, o PSOL está dividido em dois grupos o MER e os golpistas socialistas” (sic). Resta-nos esclarecermos que Adilson Siqueira não tem nenhuma pendência de contas de campanha. Além do que passa uma informação mentirosa de que o mesmo esteja inelegível.

Porém, é oportuno esclarecer que os problemas com sua prestação de contas refere-se a campanha de 2008 quando candidato a prefeito de Porto Velho. No entanto, o responsável pela prestação das referidas contas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RO), naquele momento, era o senhor Marcio Martins, autor da matéria, o responsável  pela condução da documentação junto ao TRE/RO

Queremos deixar claro que o PSOL se constitui em uma ferramenta de organização e luta do povo contra todo tipo de opressão e desigualdade. Deve-se dizer que este é um partido pequeno, porém está se constituindo como uma alternativa nacional, e não como uma sigla de aluguel. Dessa forma entendemos que não é a opinião de uma ou duas pessoas que irá caracterizar como um racha ou irá manchar a trajetória daqueles que não se rendem, não se calam e não se vendem.

Porto Velho, 10 de novembro de 2010

Aluízio Vidal Flor

Presidente do PSOL/RO

 

Mais Sobre Política

Presidente Laerte Gomes e governador Marcos Rocha visitam obras do Anel Viário de Ji-Paraná

Presidente Laerte Gomes e governador Marcos Rocha visitam obras do Anel Viário de Ji-Paraná

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) e o governador Marcos Rocha (PSL) visitaram nesta quarta-feira (18) o canteiro de obras

Deputado Cirone Deiró disse que abertura de CPI para fiscalizar Energisa responde clamor da sociedade

Deputado Cirone Deiró disse que abertura de CPI para fiscalizar Energisa responde clamor da sociedade

“A Energisa submeteu os rondonienses a uma crise energética sem precedentes. Os prejuízos estão sendo contabilizados em todos os segmentos da econom

Deputado Ismael Crispin visita escolas e convida alunos para participar dos concursos de redação e da escolha da Bandeira da Assembleia Legislativa

Deputado Ismael Crispin visita escolas e convida alunos para participar dos concursos de redação e da escolha da Bandeira da Assembleia Legislativa

Com o principal objetivo de divulgar e convidar a comunidade estudantil a participar do concurso de Redação da Assembleia Legislativa e da escolha d

ENERGISA: Projeto cria o Aviso-Prévio de 60 dias e dobra o valor da multa para a empresa

ENERGISA: Projeto cria o Aviso-Prévio de 60 dias e dobra o valor da multa para a empresa

Foi apresentado na Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (17/09) um projeto de lei, idealizado pelo Servidor do TJ/RO, Brunno Oliveira, que ser