Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Política

CUT e Força Sindical solicitam apoio da bancada federal contra a instalação de CPI


Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (09), os presidentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Itamar Ferreira; da Força Sindical, Antônio Acácio do Amaral; e o vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAGRO), Valdemar Espanhol, levaram ao deputado federal Eduardo Valverde a preocupação do movimento sindical de Rondônia com a escalada do autoritarismo no Estado, cujo lance mais recente seria, na opinião das Centrais, a tentativa de instalação de uma CPI contra sindicato, inicialmente da educação, que de tão despropositada provavelmente seria a primeira do gênero no Brasil. A medida foi requerida na semana passada no plenário da Assembléia Legislativa (ALE).

Valverde, que atualmente coordenada a bancada federal de Rondônia e lidera o movimento de união das forças políticas do Estado, visando ampliar os benefícios do Governo Federal para o Estado, ouviu dos sindicalistas a indignação com a iniciativa de se criar a CPI, pois entendem que das decisões de sindicatos, tomadas em assembléias geral, não caberiam investigações por parte da Assembléia, mas sim recurso aos fóruns da categoria e à justiça; sendo que, inclusive, a principal questão alegada para justificar a CPI, o acordo com a União na chamada ação da isonomia, já está tramitando na Justiça do Trabalho.

No entendimento das entidades sindicais somente o governador Ivo Cassol poderia impedir a instalação da CPI, já que é a bancada governista na Assembléia que é a autora da proposta. Diante desta constatação os sindicalistas desistiram de tentar dialogar com os deputados Miguel Sena e Alexandre Brito, que são os articuladores do Governo na ALE. A CUT solicitou que Valverde tente sensibilizar o Executivo Estadual, no sentido de evitar a CPI que, no entendimento da entidade, seria um duro ataque do poder de Estado contra todas as entidades sindicais de trabalhadores.

O presidente de Força Sindical, Antônio Acácio Amaral, falou com o deputado Valverde, durante a reunião, manifestando a grande preocupação da Central que preside e de seus sindicatos filiados com a medida, pois em Rondônia estaria se criando um gravíssimo precedente, que é criar CPI contra sindicato. Amaral informou que, juntamente com a CUT, irá denunciar esta absurda iniciativa à entidades e organismos, tanto nacionais quanto internacionais, como à Organização Internacional do Trabalho (OIT); à Organização dos Estados Latinos Americanos (OEA) e às Centrais Sindicais Mundiais.

Valverde esclareceu que apenas pode tentar intermediar um dialogo entre as Centrais e o governo do Estado, bem como com parlamentares estaduais, no sentido de buscar uma saída que evite um conflito de graves proporções entre o movimento sindical e o poder constituído que, certamente, não trará beneficio para Rondônia. O representante da Fetagro informou que nos próximos dias 2, 3 e 4 de maio os Sindicatos de Trabalhadores Rurais, com o apoio da CUT e da Federação, vão realizar o Grito da Terra Rondônia 2007, quando pretendem mobilizar três mil trabalhadores rurais, sendo que uma das atividades programadas é uma manifestação na ALE, contra a CPI em Sindicato.

Mais Sobre Política

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Um dos setores mais afetados com a pandemia do coronavírus é o setor de eventos e entretenimento. Há mais de um ano parado, o segmento enfrenta inúm

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

O presidente da Câmara, João Paulo Pichek (Republicanos), disse que desde abril estava dialogando com o Sindicato dos servidores públicos de Cacoal