Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política

AMIR: Pólo industrial é saída para evitar êxodo rural


Prosseguindo com os compromissos de campanha na Região do Café, o senador Amir Lando (PMDB-15), candidato ao Governo de Rondônia pela coligação RONDÔNIA MAIS HUMANA, defendeu  a implantação de um pólo industrial em Cacoal como saída para falta de emprego e renda. “Governar é planejar. Vou trazer a usina de biodiesel para que o produtor tenha renda com o cultivo de mamona, produto essencial para a usina, evitando assim o êxodo rural”, explicou o candidato ao lado da prefeita de Cacoal, Sueli Aragão (PMDB). Amir citou o exemplo de Rio Branco, onde o atual governador Jorge Viana está garantindo junto ao Governo Federal a usina de biodiesel, graças a sua influência em Brasília. “E nós também temos condições de fazer tudo isso”, acrescentou.

Em Andreazza, também em carreata, o candidato a vice-governador Hamilton Casara (PSDB) reforçou o evento, lembrando das propostas para saúde e educação. Amir também  comentou sobre matéria publicada em um jornal sobre seu desempenho na CPI dos Sanguessugas. “Não vou decepcionar o país e nem meu Estado”, disse Amir, rechaçando ilações na imprensa sobre o assunto. “Basta lerem meu relatório”, prevê o candidato. Para Sueli Aragão, são críticas infundadas porque Amir representa a mudança de Rondônia. “Existe poucas oportunidades na vida e essa é a oportunidade de mudar, mudar para melhor. A decisão certa é Amir Lando” afirmou a prefeita.

IBAMA

Amir disse ontem que o acordo de cooperação técnica celebrado esta semana entre o IBAMA e o Estado de Rondônia para a gestão de florestas, revela o descaso do atual governo estadual em relação a suas competências para o desenvolvimento do setor madeireiro. “Com o convênio, enquanto o Estado ainda se organiza para aprovar a exploração de florestas em áreas de domínio privado e de domínio público sob sua jurisdição, a aprovação de projetos de manejo para exploração florestal nestas áreas continua dependendo do IBAMA, embora o art. 83 da Lei 11.284, de 2 de março de 2006, tenha estabelecido esta competência ao Estado”, disse Amir. “Se houvesse mais diligência, o Estado já estaria exercendo esta competência, facilitando a vida do setor madeireiro”, registra.

O senador acrescentou ainda que em seu governo vai procurar delegar a aprovação para exploração florestal aos Municípios que se prepararem, e buscar efetivar a transferência das áreas sob domínio da União para o Estado, conforme determina Decreto-Lei de 1987, que até hoje não foi cumprido em Rondônia. “Vamos priorizar a política florestal, este é um setor de grande importância para a economia regional, e vai ser tratado com o respeito e a consideração que merece”, salientou Amir.

O senador registrou ainda que aguarda para os próximos dias a assinatura do ato do Poder Executivo Federal que reconhece a reserva legal de 50% para fins de recomposição, nas propriedades rurais situadas na zona 1 do Zoneamento Ecológico-Econômico de Rondônia, constituídas quando este era o percentual previsto na legislação. “Esta medida vai revolucionar nossa agricultura, permitir mais financiamentos para as propriedades rurais, abrir novas atividades econômicas com projetos de recomposição envolvendo a produção de óleos vegetais e espécies arbóreas frutíferas e industriais, e encaminhar a inclusão de Rondônia no zoneamento agrícola nacional, com mais crédito, mais assistência técnica, cadeias produtivas, e seguro rural”, esclareceu.

Mais Sobre Política

AROM retira, na Justiça, exigência que paralisa transporte escolar

AROM retira, na Justiça, exigência que paralisa transporte escolar

Em uma atuação inédita do movimento municipalista, a Associação Rondoniense de Municípios – AROM conquistou uma liminar favorável aos 52 municípios do

Dívida do extinto Banco do Estado de Rondônia é prolongada por 240 meses

Dívida do extinto Banco do Estado de Rondônia é prolongada por 240 meses

 Uma nova pactuação entre o governo de Rondônia e a União, tendo como interveniente o Banco do Brasil, foi assinada na tarde desta quarta-feira (15) p

Seminário vai discutir implantação do Patronato Penitenciário em Porto Velho

Seminário vai discutir implantação do Patronato Penitenciário em Porto Velho

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Centro de Apoio Operacional de Políticas Penitenciárias e Execução Penal (CAOP-PPEP), realiza