Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

'Xô CPMF' convoca a população para lutar pelo fim do imposto


Cibele Gandolpho, Agência O Globo SÃO PAULO - Foi lançada, nesta quinta-feira, a campanha "Xô CPMF", contra a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira (CPMF), que desconta 0,38% de todas as operações bancárias no Brasil. A contribuição, por lei, acaba em dezembro e a prorrogação precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. Cerca de 50 entidades se reuniram na sede do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e de Assessoramento no Estado de São Paulo (Sescon-SP) para lançar o movimento e convocar a população para lutar contra a cobrança do imposto. -De 2000 a 2006, o Governo arrecadou mais de R$ 160 bilhões com a CPMF nas operações bancárias, sendo R$ 32 bilhões só no ano passado, diz deputado federal Paulo Bornhausen (PFL-SC). O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Guilherme Afif Domingos, também apóia o fim da cobrança. -Queremos acabar com o imposto, nem que seja de forma gradual. Já para o presidente do Sescon-SP, José Maria Chapina Alcazar, o dinheiro arrecadado nunca foi aplicado na saúde, como era previsto. No evento, foi lançado o site www.xocpmf.com.br, que tem como objetivo ter a adesão da sociedade para que, em meados de junho, o projeto seja remetido à Brasília. Simulações feitas pelo economista Miguel de Oliveira, da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac) mostram que um trabalhador que ganha R$ 1 mil, e movimenta a conta com saques e aplicações, chega a gastar no ano R$ 45,60 com CPMF. Criada em 1993, a alíquota se chamava Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF), e tinha como meta custear a área da saúde, com a cobrança de 0,25% sobre as transações financeiras. Em 1996, o imposto passou a se chamar CPMF e vigora até hoje. Arrecadação já é de R$ 200 bilhões O aparelho que mede a arrecadação de impostos - o Impostômetro - marca nesta sexta-feira, às 3h30, R$ 200 bilhões pagos pelos brasileiros desde o início deste ano. No ano passado, este mesmo valor foi alcançado cinco dias antes, o que mostra que este ano houve aumento da arrecadação, segundo a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), onde o painel está instalado, em frente ao Páteo do Colégio, no Centro. Segundo a associação, nos últimos 12 meses, a arrecadação de impostos teve alta de 140%, contra a média de 3% do crescimento econômico brasileiro. Só em fevereiro, o valor divulgado pela Receita Federal alcançou os R$ 30,5 bilhões, um aumento de 7,71% em comparação com o mesmo mês de 2005. O total arrecadado em 2006 foi de R$ 812,7 bilhões. Quem quiser acompanhar a evolução mostrada pelo Impostômetro, basta acessar o site www.deolhonoimposto.org.br.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)