Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Vale cancela ajuda às comunidades indígenas que invadiram Carajás


Erica Ribeiro - Agência O Globo Segundo a Vale, os índios ameaçaram novas invasões. O diretor-executivo de assuntos corporativos da CVRD, Tito Martins, disse que a empresa não vai tolerar novas invasões como as que ocorreram no último dia 17 em Carajás. Segundo ele, a empresa está se tornando um objeto de chantagem entre os índios pelo fato de ser uma companhia que está crescendo. O executivo não descarta pedir ajuda policial. Segundo ele, o problema agora deixou de ser humanitário para se tornar um caso de polícia. - Estamos cumprindo nosso papel e não vamos tolerar essa chantagem e ter o direito tolhido por essa invasão - disse Martins. Segundo comunicado, A Vale deixou de exportar 650 mil toneladas de minério de ferro por conta das invasões, um prejuízo de cerca de US$ 10 milhões. Os índios pediam reajuste dos recursos mensais repassados pela Vale como reparação aos indígenas por suas atividades na região. As comunidades indígenas Xikrin do Cateté e do Djudjêkô ficam localizadas a 100 quilômetros da mina da Vale em Carajás. A reação da Vale vem dias depois da compra da segunda maior produtora de níquel do mundo, a Inco, que para ser concretizada passou por vários acordos com o governo canadense, inclusive compromissos com as comunidades indígenas daquele país. No último dia 19, a CVRD, por conta da invasão promovida pelos índios, solicitou a abertura de inquérito criminal para apuração de crimes contra o patrimônio, cárcere privado, invasão de estabelecimento industrial e formação de quadrilha. Em comunicado, a empresa reafirmou que nos últimos anos vem realizando importantes aportes de recursos para as comunidades indígenas, em contribuição ao trabalho dos órgãos públicos. "É importante destacar que é responsabilidade do Estado a garantia de recursos financeiros para atender às necessidades destas comunidades, atuando através da Funai e de outras entidades governamentais". A Vale informou ainda que vai denunciar o caso à Organização dos Estados Americanos (OEA). "É chegada a hora de o Estado definir e implementar políticas de apoio ao desenvolvimento sustentável das comunidades indígenas em todo o território brasileiro'', afirmou a Vale em nota, ressaltando que a responsabilidade é do governo e que não haverá negociação com as comunidades.

Gente de OpiniãoDomingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)