Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tucanos tentam tirar mais tempo do programa eleitoral de Lula


Isabel Braga - Agência O GloboBRASÍLIA - A campanha do tucano Geraldo Alckmin tenta tirar mais tempo do programa eleitoral do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os advogados de Alckmin entraram no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com representação contestando a citação que refere-se a um segundo mandato de Lula no programa do candidato a deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), no último dia 21. O argumento é o mesmo: Lula estaria invadindo o horário reservado a outros candidatos para promover sua candidatura.Na propaganda, em que aparece um cartaz colorido com fotos de pessoas e imagens do PT e o candidato Patrus Ananias que diz: " O presidente Lula no segundo mandato, para consolidar e ampliar as conquistas econômicas e sociais (....)". Para os tucanos, houve utilização indevida pelo candidato a deputado federal. Eles pedem a concessão de medida liminar que suspenda, de imediato, a veiculação da propaganda. O relator é o ministro Ari Pargendler.Os advogados de Alckmin tomaram por base o parágrafo único do artigo 23 da Resolução 22.261/06 do TSE. O artigo proíbe que partidos e coligações incluam no horário destinado aos candidatos proporcionais propaganda das candidaturas majoritárias ou vice-versa, ressalvada a utilização, durante a exibição do programa, de legendas e acessórios com referências a candidatos majoritários, ou ao fundo, cartazes ou fotografias desses candidatos. A pena é a perda do tempo equivalente ao utilizado na invasão do horário pelo candidato beneficiado.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO