Porto Velho (RO) terça-feira, 3 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TSE: Participação feminina no eleitorado continua crescendo


Agência O Globo BRASÍLIA - Com o cancelamento de 1.640.317 títulos, o Brasil passa a ter 125.529.686 de eleitores aptos a votar, 51,71% deles mulheres. Embora os números mostrem uma redução de 383.793 em relação ao eleitorado de outubro de 2006, cresceu o número de eleitoras em 0,18%: mais 33.827. A maior faixa etária de eleitores é a de 25 a 34 anos, que concentra 24,35%. O cadastro aponta 64.916.110 (51,71%) de mulheres e 60.441.503 (48,15%) de homens aptos a votar. Não informaram o sexo 172.073 (0,14%) pessoas. Em outubro passado, havia 64.882.283 (51,53%) de eleitoras e 60.853.563 (48,33%) de eleitores. Em 2002, as mulheres já formavam a maioria do eleitorado, sendo 58.604.571 (50,85%) contra 56.431.672 (48,96%) de eleitores. O Distrito Federal é a unidade da federação que concentra o maior número de eleitoras: 53,86% (886.379 mulheres). Logo atrás, vem o Rio de Janeiro, onde 53,18% (5.776.992) dos eleitores são mulheres. Em terceiro, vem Pernambuco, onde 52,88% (3.074.414) do eleitorado é feminino. No exterior, onde votam 81.939 brasileiros, o eleitorado feminino é maciço: 60,85% (49.856) são mulheres, enquanto 32.083 (39,15%) dos eleitores são homens. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de eleitores idosos, de 60 até mais de 79 anos, supera o de jovens, de 16 a 20 anos. Os idosos representam 14,06% do eleitorado, enquanto os jovens de até 20 anos correspondem a 8,77% dos brasileiros aptos a votar. Depois da faixa etária de 25 a 34 anos, em segundo lugar, vem a faixa de 45 a 59 anos, que agrupa 21,75% dos aptos a votar. A terceira maior faixa reúne os que têm entre 35 e 44 anos e que representam 20,38% do eleitorado nacional. Os jovens obrigados a votar, na faixa etária de 18 a 20 anos, somam 9.020.957 (7,19%). Entre os jovens titulares do voto facultativo 0,35% (435.874) têm 16 anos e 1,23% (1.539.163) têm 17. O Amapá tem o maior percentual de eleitores jovens do Brasil. No estado, 0,75% dos votantes têm 16 anos, 2,32% estão com 17 anos e 9,70% dos aptos a votar estão concentrados no grupo de 18 a 20 anos. Assim como no Brasil, o Distrito Federal e 24 estados concentram a maior porcentagem dos eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos. As exceções são Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, onde o maior percentual de eleitores está entre os que têm 45 e 59 anos. Nessa faixa, os gaúchos são 24,92% e os fluminenses, 24,74%. O Rio Grande do Sul possui o maior percentual de eleitores entre 60 e 69 anos. Nessa faixa estão 9,17% dos votantes do estado. O maior colégio eleitoral do país continua sendo São Paulo, com 28.078.605 (22,38%) de eleitores. Em seguida, vem Minas Gerais, com 13.583.336 (10,83%) de eleitores. Em terceiro lugar, vem o Rio de Janeiro, com 10.862.866 (8,66%). O menor colégio eleitoral é Roraima, com 229.660 (0,18%) eleitores. Em seguida, vem o Amapá, com 357.981 (0,29%) eleitores. O terceiro menor eleitorado do país está no Acre, onde votam 409.124 (0,33%) eleitores.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu