Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TSE: Lula nega ter feito campanha em visita ao BB


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Em defesa protocolada ontem no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou que sua visita à sede do Banco do Brasil, na última quarta-feira, tenha sido um ato de campanha.Segundo informações divulgadas pelo TSE, os advogados de Lula argumentaram que ele visitou o BB como presidente, não pode ser impedido de governar e contestou o uso de notícias de jornais como prova de que ele fez campanha.A representação contra Lula foi apresentada por um eleitor, que se baseou em notícias de jornais que registraram a visita do presidente à sede do banco. Com o argumento de que não se pode impedir um "que o governante governe", os advogados de Lula sustentaram que matérias jornalísticas não podem ser consideradas como provas, indícios ou circunstâncias dos fatos, "pois são instrumentos de formação de opinião, muitas vezes tendencionais e parciais".Na prática, a ida de Lula ao BB, quarta-feira passada, ganhou contornos de campanha eleitoral, quando o próprio presidente tivera que intervir e pedir para um funcionário do banco parar de gritar slogans de campanha.Na ocasião, Lula ficou irritado com os gritos iniciais e, com um gesto com a mão, pediu que o funcionário parasse. Na ocasião, Lula visitou algumas salas da sede do banco e discursou comemorando o lucro recorde de R$ 3,9 bilhões do BB, registrado no primeiro semestre.A defesa pede que a representação seja extinta. O caso está sendo analisado pelo ministro do TSE, Marcelo Ribeiro. Os advogados acrescentam ainda que não se tratou de uso do Banco ou de prédio público para beneficiar partido político.E que apenas partidos políticos, coligações, candidatos e o Ministério Público podem ajuizar ações deste tipo na Justiça Eleitoral contra candidatos.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul