Porto Velho (RO) sábado, 30 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TRT decide que diarista não tem direito ao registro


Karina Lignelli - Agência O Globo RIO - A doméstica que trabalha uma ou duas vezes por semana não tem direito ao vínculo empregatício - ou seja, de reclamar o registro na carteira - se não prestar o serviço continuamente na casa do patrão. Com base no artigo 3º da CLT - que prevê a habituali-dade na prestação de serviços pelo trabalhador - a juíza do TRT-SP, Odette Silveira Moraes negou o recurso de uma doméstica que reclamou o registro após três anos de trabalho como diarista, uma vez por semana, para a mesma família. Segundo a advogada trabalhista Ana Florisa de Oliveira, o art. 1º da Lei 5.859/1972 dispõe que o serviço doméstico deve ser contínuo. Ou seja, não pode sofrer paralisação na semana. - O vínculo (registro na carteira) não pode ser caracterizado, pois não houve continuidade - diz, lembrando que a doméstica conquistou uma série de direitos. - Já para a diarista, só é devido o dia trabalhado.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu