Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TRT decide que diarista não tem direito ao registro


Karina Lignelli - Agência O GloboRIO - A doméstica que trabalha uma ou duas vezes por semana não tem direito ao vínculo empregatício - ou seja, de reclamar o registro na carteira - se não prestar o serviço continuamente na casa do patrão.Com base no artigo 3º da CLT - que prevê a habituali-dade na prestação de serviços pelo trabalhador - a juíza do TRT-SP, Odette Silveira Moraes negou o recurso de uma doméstica que reclamou o registro após três anos de trabalho como diarista, uma vez por semana, para a mesma família.Segundo a advogada trabalhista Ana Florisa de Oliveira, o art. 1º da Lei 5.859/1972 dispõe que o serviço doméstico deve ser contínuo. Ou seja, não pode sofrer paralisação na semana.- O vínculo (registro na carteira) não pode ser caracterizado, pois não houve continuidade - diz, lembrando que a doméstica conquistou uma série de direitos.- Já para a diarista, só é devido o dia trabalhado.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni