Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tio de Vedoin, intermediário da venda de dossiê, é preso


Anselmo Carvalho Pinto e Germano Oliveira - Agência O Globo BRASÍLIA, CUIABÁ e SÃO PAULO - A Polícia Federal prendeu na manhã deste sábado, em Cuiabá, Paulo Roberto Trevisan, tio do empresário Luiz Antonio Vedoin, dono da Planam, acusado de chefiar máfia dos sanguessugas. Vedoin, que tentava o benefício da delação premiada, foi preso em Cuiabá na sexta-feira por ocultar documentos, vender provas e fazer chantagem. A prisão de Paulo Roberto Trevisan é temporária, por cinco dias, mas pode ser renovada por mais cinco.Paulo Roberto Trevisan havia sido detido na quinta-feira, no aeroporto de Cuiabá, e liberado logo depois. Na ocasião, Trevisan carregava consigo com uma fita de vídeo, um DVD e fotos tiradas em 2002 que possivelmente vinculariam políticos ao esquema da compra superfaturada de ambulância.O material seria vendido para Valdebran Carlos Padilha da Silva, filiado ao PT, e o advogado Gedemar Pereira Passos. Os dois foram presos na sexta-feira, num hotel, perto do Aeroporto de Congonhas, em posse de R$ 1,7 milhão (sendo 248 mil em dólares) e poderão ser transferidos até domingo para Cuiabá.Ao contrário do que costuma fazer em operações deste porte, até agora a PF não mostrou o dinheiro que teria sido apreendido durante a prisão.O dinheiro seria usado pelos dois para comprar um dossiê de Vedoin. As prisões ocorreram no mesmo dia em que se soube que a revista "Isto É" publicaria na edição deste final de semana uma entrevista de Vedoinque envolveria o candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, no escândalo dos sanguessugas.A PF ainda não sabe a mando de quem os dois estavam operando, mas Valdebran é ex-tesoureiro de Alexandre Cesar, que foi candidato do PT a prefeito de Cuiabá em 2004 e é muito ligado ao deputado federal do PT de Cuiabá Carlos Abicalil (PT-MT).De acordo com o superintendente- geral da Polícia Federal no Mato Grosso, delegado Geraldo Pereira, as imagens mostram uma solenidade de entrega de 40 ambulâncias para municípios do interior do estado em que apareceriam o candidato ao governo do estado de São Paulo José Serra (PSDB-SP), os deputados Lino Rossi (PP-MT) e Pedro Henry (PP-MT), o ex-governador Dante de Oliveira e o candidato ao governo de Mato Grosso Antero Paes de Barros (PSDB-MT). Além de fotos do candidato à presidência Geraldo Alckmin (PSDB-SP).Segundo nota da PF, o juiz federal César Bearsi determinou que todo o dinheiro apreendido em São Paulo fique à disposição da 2ª Vara da Justiça Federal em Mato Grosso.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a