Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tarso diz na OAB que reforma política precisa ser aprovada até junho


Agência O GloboBRASÍLIA - Depois de encontro com o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, disse nesta segunda-feira que a reforma política precisará ser aprovada pelo Congresso Nacional no primeiro semestre de 2007. Segundo ele, o governo não pretende conduzir a reforma.- Se a reforma não for feita no primeiro semestre da próxima legislatura, dificilmente ela será realizada até as eleições para prefeitos em outubro de 2008. O governo não quer pautar o conteúdo dessa reforma. O governo quer colaborar para que criemos uma massa crítica suficientemente forte para que, já na abertura dos trabalhos da próxima legislatura, possamos ter a reforma política encaminhada, a partir da condução dos partidos políticos dentro do Parlamento - disse Tarso.Os principais pontos que o Ministério da Justiça e o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) estão trabalhando, segundo ele, são financiamento público de campanha e fidelidade partidária. Tarso disse que a participação da OAB no processo é essencial.- São teses ainda muito genéricas e cujo conteúdo precisa ser bastante especificado. É isso que vai dar a verdadeira dimensão da reforma, e não poderá ser feito sem que a OAB tenha um papel importante, até pelas finalidades que estão na base da própria existência da Ordem.O ministro das Relações Institucionais e o presidente nacional da OAB ficaram de marcar nova rodada de conversações, após a reunião do CDES e a sessão do Conselho Federal da OAB, que ocorrerá nos próximos dias 11 e 12. Além de Tarso e Busato, participaram da reunião o vice-presidente da OAB, Aristoteles Atheniense, o secretário-geral adjunto da entidade, Cezar Britto, e o diretor-tesoureiro, Vladimir Rossi Lourenço.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni