Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

STF nega pedido de deputados


Evandro Éboli - Agência O GloboBRASÍLIA - O Supremo Tribunal Federal (STF) negou, na noite desta segunda-feira, o pedido de nove deputados que pedia o adiamento do processo por quebra de decoro no Conselho de Ética. Nesta segunda, pelo menos dez deputados acusados de envolvimento no escândalo das ambulâncias recorreram nesta segunda-feira ao STF para tentar adiar os processos.Nove parlamentares estavam numa única ação. Eles pediam que fosse concedida uma liminar para suspender a tramitação do processo na Câmara. Os parlamentares alegavam que o direito de ampla defesa foi cerceado ainda na fase de investigação da CPI dos Sanguessugas e queriam que o processo retornasse à comissão. À noite, porém, o ministro Eros Grau negou o pedido de nove deputados e arquivou o mandado de segurança.Os advogados dos nove deputados argumentavam que pediram à CPI uma certidão contendo quais acusações pesavam contra eles e que, em vez de cinco dias, a comissão desse um prazo de 15 dias, o que não teria ocorrido. Então, os deputados entraram com o pedido de mandado no STF, no último dia 9. Eles alegaram, ainda, que a divulgação de trechos do relatório preliminar da CPI pela imprensa comprometem sua defesa. Eles queriam que seus nomes fossem retirados da documentação enviada parao Conselho de Ética e o processo contra eles não fossem abertos nesta terça.Falta julgar o recurso de César Bandeira (PFL-MA), que também alega cerceamento de defesa. Os nove com pedido negado são: João Batista (PP-SP), Jorge Pinheiro (PL-DF), Marcos de Jesus (PFL-PE), Marcos Abramo (PP-SP), Paulo Gouvêa (PL-RS), Heleno Silva (PL-CE), João Mendes de Jesus (PSB-RJ), Vieira Reis e José Divino (ambos sem partido).

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul