Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

STF derruba resolução do CNJ que concedia férias coletivas a juízes


Evandro Eboli - Agência O GloboBRASÍLIA - Com o voto de dez de seus onze ministros, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) considerou inconstitucional a resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que concedia férias coletivas aos juízes de primeira e segunda instância da União e dos estados. A ação direta de inconstitucionalidade (Adin) foi apresentada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Em seu voto, a ministra Carmem Lúcia, relatora da Adin, disse que a decisão do CNJ era uma afronta à Constituição."Não há conveniência administrativa que possa prevalecer sobre a Constituição", diz o voto.Ao anunciar o seu voto também contrário às férias coletivas, o ministro Marco Aurélio Mello disse que é preciso "repor as coisas no seu devido lugar para que não reine a babel". E prosseguiu, dizendo que o CNJ estaria desrespeitando a Constituição:- Por melhor que seja a intenção, e o mundo está cheio de pessoas bem intencionadas, não cabe a esse órgão (o CNJ) simplesmente driblar a norma maior para chegar ao resultado visado.A presidente do STF e do CNJ, ministra Ellen Gracie, não participou da sessão.

Mais Sobre Política - Nacional

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...