Porto Velho (RO) domingo, 20 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

STF derruba resolução do CNJ que concedia férias coletivas a juízes


Evandro Eboli - Agência O GloboBRASÍLIA - Com o voto de dez de seus onze ministros, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) considerou inconstitucional a resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que concedia férias coletivas aos juízes de primeira e segunda instância da União e dos estados. A ação direta de inconstitucionalidade (Adin) foi apresentada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Em seu voto, a ministra Carmem Lúcia, relatora da Adin, disse que a decisão do CNJ era uma afronta à Constituição."Não há conveniência administrativa que possa prevalecer sobre a Constituição", diz o voto.Ao anunciar o seu voto também contrário às férias coletivas, o ministro Marco Aurélio Mello disse que é preciso "repor as coisas no seu devido lugar para que não reine a babel". E prosseguiu, dizendo que o CNJ estaria desrespeitando a Constituição:- Por melhor que seja a intenção, e o mundo está cheio de pessoas bem intencionadas, não cabe a esse órgão (o CNJ) simplesmente driblar a norma maior para chegar ao resultado visado.A presidente do STF e do CNJ, ministra Ellen Gracie, não participou da sessão.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul