Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

STF aceita denúncia, e Jader passa a ser réu em processo por peculato


Carolina Brígido - Agência O GloboBRASÍLIA - O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) transformou nesta sexta-feira em processo o inquérito em que o deputado Jader Barbalho (PMDB-PA) é investigado por peculato. Com a decisão, Jader passa a ser tratado como réu. Por unanimidade, os ministros entenderam que a Corte deveria aceitar a denúncia de que ele teria cometido irregularidades no pagamento de indenização pela desapropriação do imóvel rural Vila Amazônia, no Pará. Na época, Jader era ministro do Desenvolvimento Agrário do governo Sarney.Segundo o relator, ministro Marco Aurélio Mello, há indícios de crime de peculato porque Jader homologou o acordo para o pagamento da indenização por meio de uma portaria ministerial.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO