Sábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Sondas contratadas por R$ 10 bi pela Petrobras poderão ser feitas no exterior


Claudio de Souza - (Agência O Globo) RIO - As seis sondas de perfuração contratadas pela Petrobras a quatro empresas brasileiras poderão ser contruídas no exterior. Os contratos de afretamento para prazos de cinco a sete anos, no valor total de R$ 10,5 bilhões, foram assinados nesta segunda-feira pelo presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, que confirmou que a Petrobras firmou também um memorando de entedimentos com o estaleiro coreano Samsung para contratar mais uma sonda de perfuração para atuar no Golfo do México. Segundo o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, explicou que a exigência de que as empresas construíssem as unidades no Brasil poderia ser um impedimento ao cumprimento dos prazos da companhia para explorar e desenvolver a produção de petróleo e gás em suas áreas de concessão. Já Gabrielli lembrou que não há obrigação de que as sondas sejam construídas no Brasil porque os equipamentos não pertencerão à Petrobras, que fará apenas afretamento. A contratação das sondas foi feita com a Norberto Odebrecht, Petroserv, Queiroz Galvão Perfurações e Schahin Engenharia. Uma das exigências feitas pela Petrobras é de que as sondas terão de operar inicialmente com 90% de mão-de-obra nacional, chegando, com o tempo, a 100%. Cada sonda utiliza em média 200 trabalhadores em sua operação. Os contratos terão duração de cinco ou sete anos, prorrogáveis pelo mesmo período. As duas primeiras unidades deverão entrar em operação em 2009 e as demais, em 2010. As unidades de perfuração terão capacidade de operar em profundidades de 2 mil metros a até 3 mil mil metros de lâmina d'água (distância entre a superfície e o fundo do mar) e algumas poderão chegar a 3 mil metros de profundidade. Segundo a Petrobras, a companhia tem o objetivo de ampliar o número de empresas que prestam serviços de perfuração de poços submarinos, porque esse mercado é muito concentrado em apenas quatro companhias multinacionais. Atualmente, a Petrobras tem 32 sondas contratadas. Dessas, 23 estão em operação, das quais quatro são próprias e o restante contratadas por meio de afretamentos. Das afretadas, 18 são contratadas com as quatro grandes multinacionais do setor. Estrella disse ainda que de 75% a 80% dos investimentos da companhia em exploração de petróleo são gastos com as sondas de perfuração. Neste ano, os investimentos da companhia em exploração deverão ser de US$ 7 bilhões, o dobro dos gastos do ano passado, que foram de pouco mais de US$ 3 bilhões

Gente de OpiniãoSábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Sábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)