Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Sob ameaça, padre denuncia que sua morte vale R$ 50 mil


Agência O Globo SALVADOR - O valor estipulado pelo assassinato do frei e advogado Henri Burin dez Roziers, de 75 anos, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), e pela morte de qualquer religioso que atue na luta em prol dos direitos humanos no Pará é de R$ 100 mil e R$ 50 mil, respectivamente. A denúncia foi feita pelo padre e também advogado José Boeing, ao participar do painel "Defesa da Defesa no Brasil", parte da programação do 50º Congresso da União Internacional dos Advogados (UIA), realizado em Salvador.O padre Boeing também é ligado à CPT e vive em Xinguara, no Pará. Ele atuava na defesa dos direitos de trabalhadores ao lado da missionária americana Dorothy Stang, assassinada a tiros em 12 de fevereiro de 2005 em Anapu.Os valores denunciados pelo padre Boeing são, segundo ele, de conhecimento de qualquer grileiro, fazendeiro e de qualquer trabalhador que viva na região de conflitos pela posse de terras no sudeste do Pará. Além dos valores para a eliminação de alvos como o frei Henri dez Roziers e de padres como ele, Boeing citou ainda os "preços" costumeiramente conhecidos no estado para assassinatos de sindicalistas - R$ 10 mil - e de posseiros e lavradores - $ 5 mil.Ainda segundo o alerta feito por Boeing, o frei Henri Burin dez Roziers é, hoje, o principal integrante da lista de marcados para morrer no sudeste do Pará. Ele relatou que, de 1994 a 2004, foi registrada pela CPT a ocorrência de 173 assassinatos e de 501 ferimentos a envolvidos na luta pelos direitos humanos e contra grileiros no Pará. Os dados integram um relatório que foi entregue pela CPT à Organização das Nações Unidas (ONU) e que resultou na orientação do órgão internacional para que fosse criada no estado a Comissão de Proteção dos Defensores dos Direitos Humanos. Uma semana depois da criação dessa Comissão, Dorothy Stang foi morta em Anapu.- Ela morreu porque apresentou denúncias contra as mesmas pessoas que a mataram - disse o religioso. Ainda segundo as estatísticas apresentadas por Boeing no Congresso da UIA, 57 crimes contra defensores de direitos humanos constam do relato entregue à ONU. Desses, 20% ainda não foram transformados em processo judicial ou sequer motivaram a tomada de qualquer medida de segurança por parte do governo.- Não temos forças para defender os direitos dos trabalhadores da Amazônia pela via legal, pela via judicial. Precisamos de ajuda - pediu o padre.

Mais Sobre Política - Nacional

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (25) decreto que extingue a medida, em cerim

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Na manhã desta terça-feira, durante a abertura da reunião da Comissão de Infraestrutura, o senador Marcos Rogério sugeriu o afastamento cautelar do

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

O governo federal determinou a revisão dos contratos da Petrobras que estão em vigor para patrocínios ligados ao setor de cultura. Em publicação hoje 

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p