Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Site de Alckmin diz que Lula usa a mesma tática terrorista de Collor em 89


Agência O GloboBRASÍLIA - O site da campanha do tucano Geraldo Alckmin compara o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ex-presidente Fernando Collor de Melo, que sofreu impeachment em 1992 e foi em eleito no dia 1º para um mandato de oito anos no Senado. Segundo o site, depois de reclamar das artimanhas de Collor em 1989, agora Lula estaria recorrendo à mesma tática terrorista que teria sido usada por Collor para assustar a população. O texto escreve o nome de Lula com dois "L", uma referência ao do ex-presidente, e diz que o petista seria discípulo de Color.Segundo os tucanos, de cordeiro, Lula se transformou em lobo em 17 anos, e agora tenta fazer o mesmo jogo ao dizer que Alckmin fará uma nova rodada de privatizações. O documento diz que, na campanha presidencial de 1989, Lula foi ao segundo turno com Collor e até hoje o PT reclama do "jogo collorido", que teria usado artifícios condenáveis para ganhar a eleição: "espalhou mentiras de que Lula confiscaria a poupança da população e colocou no horário de TV depoimento de uma ex-namorada de Lula dizendo que o petista queria que ela abortasse uma gravidez".O texto tucano diz que o petista parece ter "apreendido muito bem a lição com o mestre Collor, para quem faz juras de amor e é correspondido". Segundo os tucanos, a campanha de Lula recorre diariamente à mentira e ao terrorismo eleitoral."Líderes do partido acusam Geraldo de ter intenções privatistas, de que vai acabar com o Bolsa-Família, prejudicar os servidores etc. Tudo mentira. Geraldo já disse mais de uma vez que não vai privatizar a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, os Correios, a Petrobras, nem acabar com o Bolsa Família e a Zona Franca de Manaus. Pelo contrário, todas essas instituições nacionais serão preservadas e fortalecidas", diz o texto.Os tucanos dizem ainda que a ordem da campanha de Lula "é mentir sem dó", espalhar boataria sobre privatizações e adulterar números da administração de Alckmin."Lulla e seus companheiros de PT não têm limites na briga para manter as mordomias e os cargos do governo. A história não redimiu Collor. Mas mostrou, depois de tanta corrupção no governo Lula e de tantas mentiras de campanha, que com seu jogo sujo na campanha de 89 o ex-presidente alagoano estava, talvez sem saber, formando um discípulo que se mostrou muito superior ao mestre", diz o texto.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a