Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Serra pede investigação 'séria' sobre denúncias que provocaram saída de Erenice


 
Bruno Bocchini
Agência Brasil

Campinas – O candidato pelo PSDB à Presidência da República, José Serra, pediu hoje (16) uma investigação “séria” sobre as denúncias que provocaram a saída da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Ele considerou a medida como o primeiro passo para a apuração dos fatos e ressaltou que o assunto não deve ser tratado como tema eleitoral.

“Essa não é uma questão eleitoral. É uma questão que tem a ver com os rumos do Brasil. São sucessivos escândalos nos últimos anos. Um mau exemplo para o Brasil e também um problema grave para o funcionamento do governo”, disse, após fazer caminhada e cumprimentar populares na região central da cidade de Campinas.

“Hoje o que se precisa é, de fato, uma investigação séria, que não jogue areia nos olhos dos brasileiros. Mas, pelo contrário, jogue luz nesses escândalos, para que os responsáveis, direta ou indiretamente, possam ser punidos”, afirmou.

O candidato refutou a ideia de que as denúncias tenham sido feitas para beneficiá-lo eleitoralmente. Segundo Serra, a saída da ministra comprova que não houve interesse eleitoral no assunto. “Agora, todo escândalo que aparece sempre tem um pretexto. É a eleição, são denúncias de caráter eleitoral. Não são não. A prova é que o governo foi obrigado a afastar essa toda poderosa ministra”, disse.

Serra criticou as últimas gestões da Casa Civil e afirmou ser necessário um basta nos escândalos envolvendo a pasta. “A Casa Civil é considerado o principal ministério do governo. Nós temos tido gestão após gestão escândalos nessa área, e isso não pode acontecer mais”, afirmou.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç