Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Serra e Dilma dizem respeitar posição do PV de se manter neutro no segundo turno


 

Elaine Patricia Cruz

 Agência Brasil,
São Paulo - Os candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) disseram na noite desse domingo (17), em São Paulo, que respeitam a decisão tomada pelo PV de se manter neutro no segundo turno. Serra e Dilma falaram após o debate realizado pela Rede TV e pelo jornal Folha de S.Paulo.

“Eu respeito a decisão dos partidos. Sobretudo é fundamental que a gente respeite as posições políticas porque senão não vivemos numa democracia, mas sim numa ditadura”, afirmou Dilma Rousseff.

Serra também falou que respeita o que foi decidido pelo PV, embora não tenha visto a decisão. “Respeito a decisão de qualquer partido sobre o rumo que ele deve tomar. Sempre respeitei. Cada partido tem a sua identidade e é meio constrangedor a gente ficar metendo o bico”, disse.

Em entrevista após o debate, a candidata do PT comentou sobre os folhetos apreendidos nesse domingo pela Polícia Federal, assinados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e que pediam votos contra o partido, alegando que este defenderia o aborto. “Eu não sei se foi a CNBB que produziu os panfletos. Isso está sob investigação e é bom que seja investigado. Eu não sou uma pessoa leviana que sai por aí acusando ninguém”, disse.

Serra, por sua vez, voltou a afirmar que defende a união homossexual. “Trata-se de um contrato entre pessoas, em que o Estado não se mete. Isso não é a mesma coisa que casamento, que envolve Igreja, outras coisas. O próprio Judiciário reconhece essa possibilidade porque é um contrato entre duas pessoas”, acrescentou.


 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç