Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Serra: Decisão do Supremo de não exigir dois documentos para votar não preocupa


 
Alana Gandra
Agência Brasil

Rio de Janeiro – A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a obrigatoriedade de apresentação de dois documentos para a votação não preocupa o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra.

“Não vejo com grande preocupação”, declarou hoje (30), no Rio de Janeiro, onde participará, às 22h30, do último debate dos presidenciáveis na televisão. Serra considerou apenas “estranho” que a lei, aprovada há um ano pelo Congresso Nacional, tenha sido modificada na última hora. “Mas, não creio que tenha grande consequência do ponto de vista do resultado da eleição”.

Para o candidato, a lei tornava o voto mais seguro. Reiterou, contudo, sua confiança que a decisão do STF não vai perturbar a eleição, nem favorecer esse ou aquele partido.

Afirmou que sua expectativa para o debate desta noite é a melhor possível. “Eu acredito que os debates ajudam a iluminar a cabeça do eleitor que está tomando agora a sua decisão, nesses dias. E poder assistir a mais um debate com uma frequência muito alta, tratar questões que são importantes para o Brasil, comparar os candidatos, sem dúvida é uma contribuição importante para a boa escolha nessa eleição”.

Depois de passar o dia descansando em um hotel na zona sul do Rio, José Serra assegurou estar muito satisfeito com a campanha feita até aqui em todo o país. “Onde eu vi pessoas de todos os cantos do país. Vi, ouvi, senti abraços, recebi olhares que só me deram mais energia. E nós entramos nesta reta final com mais ânimo e energia do que quando começamos a campanha. Isto é muito importante”.

O candidato afirmou que, no debate, todos os temas são importantes para o país. Salientou, porém, que as três questões que mais merecem sua atenção são a saúde, segurança e educação, “porque são questões que ficaram mais para atrás no Brasil”. Em relação à saúde, em especial, assegurou que é o problema número um do país, “uma vez que este governo, na verdade, fez retrocessos nessa área”.
 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç