Porto Velho (RO) domingo, 18 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Senado aprova benefício natalino - ou '13º salário' - para Bolsa-Família


Agência O GloboBRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira um projeto de lei de autoria do senador Efraim Morais (PFL-PB) que inclui no programa Bolsa-Família o chamado benefício natalino, uma parcela extra do Bolsa Família a ser paga todo ano, em dezembro, às famílias cadastradas, equivalente a um 13º salário.A matéria vai agora para análise da Câmara. Efraim pediu que os deputados federais também aprovem o projeto ainda este ano, para que ele possa ser efetivado já em 2007.Efraim - que foi presidente da CPI dos Bingos, chamada de CPI do Fim do Mundo, e não mediu esforços para atingir o governo Lula - dissera em setembro, ao apresentar a proposta, que a idéia d surgiu quando ele percorria o interior da Paraíba e um senhor lhe perguntou por que famílias pobres, que sobrevivem do Bolsa Família, não tinham direito de receber o décimo-terceiro como outros trabalhadores. Efraim decidiu transformar a queixa do eleitor em projeto de lei.- Os servidores públicos têm direito, os funcionários da iniciativa privada têm direito, os celetistas também têm direito ao décimo-terceiro, por que então os mais necessitados, os filhos da pobreza não podem ter? - afirmou o senador pefelista na ocasião.

Mais Sobre Política - Nacional

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele