Porto Velho (RO) sexta-feira, 20 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Sem aumento, servidores anunciam possibilidade de greve


Renata Pompeu
Agência Brasil


Brasília - A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) promete reagir à suspensão do reajuste salarial da categoria e já anuncia a possibilidade de greve. Ontem (03) o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que o reajuste salarial de funcionários públicos federais e a abertura de novos concursos públicos estão descartados enquanto o governo federal não conseguir equilibrar o orçamento para cobrir os R$ 40 bilhões que deixarão de ser arrecadados com o fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

O sindicalista Sérgio Ronaldo da Silva, da Diretoria Executiva da Condsef, disse que, por diversos anos, o governo federal não cumpriu a promessa de realizar uma política salarial para os servidores públicos. E que, agora, a greve deve ser a principal forma de pressionar o Ministério do Planejamento.

"Nós vínhamos alertando a ele [o governo federal] que mais uma vez não iríamos aceitar um calote como foi no ano passado em rompimento de acordo. O governo já estava sabendo desta nova decisão. Se ele quer apostar que vai mais uma vez fazer este tipo de ação, ele vai apostar para o lado errado, porque os trabalhadores estão prontos para reagir e a reação mais evidente vai ser a greve. Nós já informamos isso ao governo", afirma.

Ronaldo da Silva questiona ainda a influência da CPMF sobre o orçamento da União. "Nós passamos 2007 acreditando na promessa do governo de que a partir de 2008 iria ter uma política salarial até 2010. O governo sempre soube que a CPMF era uma contribuição provisória, então ele não vai nos passar gato por lebre dizendo que a CPMF atrapalha ou interfere na questão da discussão com servidores", diz.


 

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç