Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Sanguessugas: Senadores não podem mais renunciar para escapar de processo


Ailton de Freitas - Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), assinou na manhã desta segunda-feira o despacho que abre oficialmente os processos de cassação contra os senadores Ney Suassuna (PMDB-PB), Serys Slhessarenko (PT-MT) e Magno Malta (PL-ES), acusados de envolvimento com a máfia dos sanguessugas. Com isso, os três senadores, que terão cinco sessões para apresentar suas defesas ao Conselho, não poderão mais renunciar para escapar do processo de cassação. João Alberto também assinou o pedido formal para realização da reunião do colegiado, no dia 5, e também a designação dos relatores para os três processos em tramitação no órgão.A Mesa do Senado enviou na quinta-feira passada a representação autorizando a abertura dos processos, mas faltava a assinatura de João Alberto. No despacho, João Alberto designa o senador Paulo Octávio (PFL-DF) para relatar o processo contra Serys. Já o senador Demóstenes Torres (PFL-GO), que relataria o processo contra a petista, será encarregado do processo contra Magno Malta. A mudança ocorreu porque o senador Paulo Octávio (PFL-DF) alegou ser amigo de Malta e disse que não se sentiria à vontade para relatar o processo contra o colega. Jefferson Péres (PDT-AM) continua relator do processo contra Suassuna.O presidente do conselho admitiu que o trâmite dos processos atrasou devido ao vai-e-volta das denúncias, mas prometou agora agilidade. O senador disse que os processos devem ser concluídos no dia 24 de setembro, e voltou a afirmar que não tem a intenção de proteger ninguém:- Devemos extirpar do nosso meio o mau político. Se alguém errou, deve pagar pelo seu erro.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul