Porto Velho (RO) sexta-feira, 14 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Roseana se desfilia do PFL, que perde maioria no Senado


Adriana Vasconcelos - Agência O Globo BRASÍLIA - Derrotada pelo candidato do PDT, Jackson Lago, no segundo turno da disputa pelo governo do Maranhão, a senadora Roseana Sarney encaminhou nesta quarta-feira seu pedido de desfiliação ao diretório estadual do PFL. Ameaçada de expulsão por ter declarado apoio à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tentou ajudá-la na reta final da campanha, Roseana não quis aguardar o resultado final do processo aberto pelo partido. Por enquanto, ela ainda não decidiu seu novo destino. De qualquer forma, sua decisão tem um efeito prático imediato: tira de sua antiga legenda a condição de maior bancada do Senado. Com a saída de Roseana, o PFL passa de 18 para 17 senadores, um a menos do que o PMDB. Isso enfraquece as pretensões anunciadas na terça-feira pela cúpula pefelista de reivindicar sua participação na disputa pela presidência do Senado, em fevereiro. A senadora maranhense deverá tirar os próximos dias para descansar, mas seu destino começou a ser discutido numa reunião na noite desta quarta entre o ex-presidente José Sarney e o atual presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que trabalha nos bastidores para garantir sua própria reeleição. O apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante as eleição não custou caro apenas para a senadora. O governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, causou indignação ao seu partidos, o PPS, com o apoio ao então candidato do PT à reeleição. O PPS, assim como o PFL, estavam apoiando o candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin. Maggi está sendo ameaçado de ser expulso da legenda, mas já declarou que não pretende seguir o exemplo da senadora e entregar sua carta de desfiliação. Nesta terça-feira ele culpou a si mesmo pelo imbróglio envolvendo sua declaração oficial de apoio à reeleição de Lula, e o anúncio, logo em seguida, de que o governo federal iria liberar R$ 1 bilhão para a agricultura, que muito interessa a seu estado e também a seus próprios negócios. Maggi é um dos maiores plantadores de soja do país. Além de fazer um mea-culpa, o governador deu a entender que o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, é o principal responsável pelo apoio dele a Lula. O governador lembrou que em maio, em Rondonópolis, prometeu apoiar Alckmin, mas depois, como o PSDB lançou o senador Antero Paes de Barros para concorrer com ele, sua promessa esvaziou-se. - Quando Alckmin veio aqui dei meu apoio e combinamos algumas coisas. Pedi a ele, por exemplo, que o PSDB não lançasse candidato ao governo. E eles lançaram o Antero, que bateu duramente em mim. Como posso, agora, apoiar o Alckmin? - Não culpo o Alckmin de não ter conseguido cumprir o acordo. A força do PSDB local deve ter sido mais forte.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu