Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Rondônia participará da mobilização nacional por empregos, fim das privatizações, dignidade e cidadania


Rondônia participará da mobilização nacional por empregos, fim das privatizações, dignidade e cidadania  - Gente de Opinião

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e movimentos sociais realizam, nesta sexta-feira (10), mobilização no centro do Estado, na cidade de Ji-Paraná. O local da concentração será na sede do SINTERO de Ji-Paraná, a partir das 14 horas, quando será realizada uma plenária para debater a grave crise econômica, social e política que afeta o Brasil, gerando desemprego e perda de direitos.  Em seguida, às 16 hora, haverá uma caminhada pelo centro da cidade, percorrendo as principais ruas, até a sede do INSS, onde a mobilização será encerrada com um ato público.

Além desta mobilização conjunta das Centrais e movimentos sociais em Ji-Paraná, também nesta sexta-feira várias categorias deverão fazer protestos e paralisações parciais, como bancários e eletricitários. Os sindicato irão realizar manifestações específicas para reivindicar a manutenção de direitos, reajustes salariais, aumento real e garantia de emprego. Neste ano os trabalhadores já estão sofrendo as consequências danosas da reforma trabalhista, através da qual as empresas pretendem reduzir direitos,  como na Caixa Econômica Federal que apresentou uma pauta negativa com retrocesso em mais de três dezenas de cláusulas, mesmo a instituição tendo apresentado este ano um lucro 114,5% maior do que em 2017.

Enquanto as elites política e jurídica continuam legislando em causa própria e aumentando seus próprios salários, de forma escandalosa e ultrajante, resta à maioria dos brasileiros e das brasileiras o desalento, o desemprego, salários baixos, preços do gás de cozinha subindo tanto que muitos foram obrigados a voltar a cozinhar como antigamente, quando só existam fogões a lenha. E ainda são ameaçados com a política de privatização do ilegítimo e golpista Michel Temer (MDB-SP), que quer vender o patrimônio nacional, aumentando ainda mais o desemprego.

É contra esses retrocessos sociais e trabalhistas que a CUT, demais centrais e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que reúnem centenas de movimentos populares, vão às ruas de todo o País, nesta sexta-feira (10), para protestar. É dia de dizer basta de desemprego, basta de retirada de direitos, basta de aumento nos preços do gás de cozinha e combustíveis e basta de privatizações!

“A sociedade e a classe trabalhadora estão de ‘saco cheio’ de tanta desmoralização. Amanhã é dia de dizer que não aguentamos mais o desemprego, o salário baixo e a volta do bico ao invés da carteira assinada”, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas.

O presidente da CUT-RO, Nereu Klosinsk, informa que “Pretendemos realizar uma grande mobilização na região central do Estado, unindo os trabalhadores da agricultura familiar ligados à FETAGRO e à Via Campesina, os sindicatos urbanos e rurais; além da Frente Brasil Popular e dos movimentos sociais. É os trabalhadores e o povo contra os golpistas”.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO