Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Rejeitada ação contra Lula por reunião com evangélicos


Agência O GloboBRASÍLIA - O ministro Carlos Alberto Menezes Direito do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitou nesta sexta-feira a ação da coligação Por um Brasil Decente (PSDB/PFL) contra o candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A coligação do candidato tucano a presidente, Geraldo Alckmin, alegava que o presidente Lula teria usado a máquina administrativa em benefício de sua candidatura. O crime teria ocorrido ao receber apoio de um grupo de cantores evangélicos no Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente.Os advogados da coligação de Alckmin alegaram que a reunião, ocorrida no último dia 9, teria sido um "ato público de campanha". Argumentaram que teria havido desrespeito à Lei 9.504, conhecida como Lei das Eleições, que permite o uso da residência oficial pelo candidato à reeleição para realização de "contatos, encontros e reuniões pertinentes à própria campanha, desde que não tenham caráter de ato público".A coligação pedia a aplicação de multa de até R$ 100 mil e a cassação do registro ou do diploma do candidato Lula. O Ministério Público Eleitoral pediu que a ação fosse rejeitada, considerando que o encontro não feria a legislação. A coligação já recorreu da decisão ao Tribunal, mas não há data prevista para o julgamento.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO