Porto Velho (RO) quarta-feira, 18 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

Relatório foi apresentado na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (13)


REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol - Gente de Opinião

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) criticou a proposta do relator da Reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), no que diz respeito à aposentadoria dos professores. De acordo com o relatório, a idade mínima para professoras fica em 57 anos, enquanto a dos professores fica em 60, até que uma lei complementar defina novos critérios.

Para Jaqueline Cassol, que é presidente dos Progressistas em Rondônia, o aumento entre cinco e sete anos na idade mínima para os professores continua muito severo. “O relatório do deputado Samuel Moreira é um pouco melhor que a proposta do Governo Federal, mas ainda não é justa. Os professores têm um papel essencial na sociedade brasileira, trabalham além do horário de aula e o aumento na idade mínima para esses profissionais demonstra a desvalorização da categoria”, postulou a parlamentar.

A deputada é autora de uma das 277 emendas à Reforma da Previdência. Pela proposta de Jaqueline Cassol, a aposentadoria dos professores deveria ser mantida como é atualmente, sem alteração da idade mínima, tempo de contribuição ou regra de transição, onde as mulheres se aposentam aos 50 anos e os homens aos 55, nos niveis fundamental, básico e médio.

Na busca por este objetivo, a parlamentar deve apresentar destaque ao texto final da Comissão Especial, quando este chegar ao Plenário da Câmara, para garantir os direitos constitucionais dos professores. “Fui eleita para trabalhar pelas pessoas e não vou ficar de braços cruzados. O que estiver ao meu alcance, como deputada federal, vou fazer para defender os professores”, destacou a deputada.

A expectativa é que o relatório seja votado no dia 25 de junho na Comissão Especial e siga para análise do Plenário na primeira semana de julho. Após aprovação da Câmara, a PEC6/2019 será discutida e votada no Senado.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç