Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Publicado decreto que reduz alíquotas de IPI de materiais de construção


Agência O GloboBRASÍLIA - Começou a valer nesta sexta-feira a redução, à metade, da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente em materiais de construção e reforma da casa própria. O pacote foi anunciado há dez dias e tem renúncia fiscal estimada em R$ 37 milhões por ano. O decreto, publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, enumera os produtos beneficiados - que inclui ainda um grupo de itens não relacionados à construção.Pelas novas regras, a tabela de incidência de IPI sofre as seguintes modificações: revestimentos de pavimentos - alíquota reduzida de 10 para 5%; banheiras, pias, lavatórios e outros - alíquota cai de 10% para 5%; aquecedores elétricos de água - alíquota de 20% para 5%; máquinas de lavar roupa - alíquota de 20 para 10%; armações para óculos e artigos semelhantes - alíquota de 10% para 5%.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a