Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PT pressiona contra mudanças na Agricultura


Agência O GloboBRASÍLIA - Em busca de preservar os espaços políticos conquistados no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, parlamentares do Núcleo Agrário do PT e dirigentes de movimentos sociais trabalham de forma intensa para manter no cargo o atual ministro da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, e os diretores da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).Nos bastidores, o grupo busca frear o apetite da bancada ruralista, que age para emplacar um deputado ligado ao setor na Pasta. " Nosso receio é que entre um ministro de linha mais dura, da bancada ruralista, e feche os espaços dos movimentos sociais na Embrapa e na Conab " , resume Adão Pretto (PT-RS). O coordenador do Núcleo Agrário, Assis do Couto (PT-PR), reforça o coro. " Queremos a continuidade dessa boa gestão e na interlocução com a agricultura familiar. Qualquer mudança vai complicar. Não pode rifar um ministério tão importante por causa de disputas políticas " , diz.Nesta semana, parlamentares e dirigentes pedirão o apoio dos ministros Tarso Genro (Relações Institucionais) e Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência). Também levarão o recado ao chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho. Do esforço, participam MST, Contag, Via Campesina e Fetraf-Brasil. O ex-ministro Miguel Rossetto auxilia nas conversas. Na semana passada, o grupo recebeu apoio do presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP).Os petistas avaliam que o Ministério do Desenvolvimento Agrário, sob seu comando, não tem toda a " musculatura " que a agricultura familiar precisa. Temas como seguro rural, defesa agropecuária, Proagro e zoneamento agrícola estão na Agricultura. " Queremos influenciar para que o Ministério da Agricultura tenha mais abertura para temas da agricultura familiar " , afirma o coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf-Brasil), Altemir Tortelli.Na bancada ruralista, uma nova composição pode dar ao grupo a força necessária para ficar com o ministério. Uma dobradinha poderia garantir o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) no comando e a indicação do secretário-executivo ao deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP). Mas o PP e o PDT continuam a reivindicar a Pasta. Nesse caso, o acordo passaria pela " cessão " do Ministério das Cidades, ocupado pelo pepista Marcio Fortes, ao PT.Para seguir na Agricultura, o ministro Guedes Pinto conta ainda com o apoio de algumas lideranças do agronegócio, como o ex-ministro Roberto Rodrigues. Cooperativas e produtores também passaram a apoiá-lo. Mas sua excessiva discrição incomoda os novos aliados. " O Guedes tem feito um bom trabalho, tem uma estratégia para o ministério. É um excelente profissional e gestor. Mas depende dele também " , avalia Assis do Couto. " Ele pediu para não levantar o nome dele. Mas se Lula pedir para ficar, ele fica.O fato de não ser filiado a nenhum partido ajuda " , diz Adão Pretto. De fato, Guedes tem dito a seus secretários que não lutará para permanecer no ministério. No caso de embate político, preferiria até voltar para a Conab, de onde saiu para a Secretaria-Geral do ministério, então comandado por Roberto Rodrigues.(Mauro Zanatta | Valor Econômico)

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul