Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PT fecha o ano com dívida de R$40 milhões


Chico de Gois - Agência O GloboBRASÍLIA - O PT deve fechar o ano com uma dívida consolidada de R$40 milhões, sem contar os R$9,8 milhões de débitos ainda não quitados da campanha da reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Essa dívida nova foi assumida pelo partido e, segundo o presidente interino, Marco Aurélio Garcia, deverá ser saldada até o fim do ano.O fato é que o PT termina sua primeira experiência no comando do Brasil mais endividado do que começou, pelos números oficiais. O partido obteve a maior arrecadação em uma campanha eleitoral, com receitas que somaram R$93,4 milhões para gastos estimados em R$104,3 milhões.Do total dos débitos, o PT não reconhece uma suposta dívida de R$100 milhões, já corrigidos, que o publicitário Marcos Valério de Souza cobra do partido na Justiça. O valor refere-se a empréstimos que teriam sido tomados por Valério para a legenda em bancos mineiros e à parcela de outro, que ele pagou como avalista do partido - R$55.941.227,81 e R$351.508,20, respectivamente. O Partido renegociou débitos com bancos.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul