Porto Velho (RO) sábado, 19 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PSDB não vai fazer oposição negativa, diz Serra


Chico de Gois - Agência O GloboBRASÍLIA - Depois de reunir-se com a bancada paulista na Câmara nesta quarta-feira, o governador eleito de São Paulo, José Serra (PSDB), defendeu que seu partido faça oposição ao governo do presidente Lula, mas não uma oposição negativa. Ele não explicou o significado do termo. Com os deputados, Serra discutiu a inclusão de emendas ao Orçamento de 2007 de interesse do governo e da prefeitura do estado.- Em política a gente deve sempre procurar atender o interesse público. O PSDB é um partido de oposição e vai continuar assim. Mas não vai ser uma oposição negativa, do quanto pior, melhor. Essa não é nossa história e não vai mudar daqui em diante - declarou Serra.O governador eleito evitou comentar o encontro entre Lula e o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM). No fim de semana, depois de participar dos funerais do senador Ramez Tebet (PMDB), no Mato Grosso do Sul, Virgílio pegou uma carona no avião presidencial. Após a carona, o líder tucano afirmou que seu partido aceita discutir o país com Lula e até elogiou o petista.- Foi um encontro. Só isso. Não tenho nenhum comentário especial sobre isso - disse Serra, para depois acrescentar:- Procuramos ter a melhor relação institucional. Como governador de São Paulo, devo representar os interesses do estado e a contribuição do estado para o Brasil. Vamos estar sempre presentes nas questões nacionais e naquelas que têm a ver com o estado.O tucano disse que seu partido está disposto ao diálogo com o governo federal, mas espera por propostas. Depois de ser reunir com os deputados paulistas, Serra teve um encontro com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.Segundo Serra, ele apresentou ao ministro propostas para desafogar as finanças dos governos estaduais. Entre suas sugestões, que os 40% que hoje são destinados ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) passem a ser geridos pelos estados, que os aplicariam em investimentos.Além disso, Serra quer uma solução para a questão dos precatórios. Ele defende a proposta encaminhada ao Senado por Nelson Jobim, ainda quando presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), que fixa em 3% da receita o gasto com os precatórios.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que