Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Professor e historiador é o novo governador do Acre


Agência O GloboBRASÍLIA - O candidato do PT ao governo do Acre, Arnóbio Marques de Almeida Lima, o Binho Marques, venceu a disputa no primeiro turno. Com 99,92% das urnas apuradas até o momento, Binho se elegeu com 53,07% dos votos, superando os opositores Márcio Bittar (PPS), com 34,10%, e Tião Bocalom (PSDB), com 11,12%Professor do ensino médio e historiador, Binho Marques é vice-governador do petista Jorge Viana, governador do estado e coordenador da campanha de Lula na região Norte.Binho Marques foi candidato pela Frente Popular do Acre (PP/PT/ PL/ PRTB/ PSB/ PcdoB). No cargo de vice-governador do estado, atuou à frente da Secretarias de Desenvolvimento Humano e Inclusão Social e também da Secretaria de Educação.

Mais Sobre Política - Nacional

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (25) decreto que extingue a medida, em cerim

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Na manhã desta terça-feira, durante a abertura da reunião da Comissão de Infraestrutura, o senador Marcos Rogério sugeriu o afastamento cautelar do

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

O governo federal determinou a revisão dos contratos da Petrobras que estão em vigor para patrocínios ligados ao setor de cultura. Em publicação hoje 

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p