Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Procurador da Justiça Militar acusa controladores


Evandro Eboli - Agência O GloboBRASÍLIA - Designado para atuar nas investigações que apuram as causas dos graves problemas ocorridos recentemente nos aeroportos, o procurador-geral da Justiça Militar, Giovanni Rattacaso, acusou o presidente da Associação Brasileira de Controladores do Tráfego Aéreo, Wellington Rodrigues, de promover o "terrorismo" com intenção de encobrir eventuais erros dos controladores no caso do acidente com o Boeing da Gol. Para o procurador, o dirigente sindical, com seu comportamento, leva intranqüilidade à população. Rattacaso afirma que Rodrigues está manipulando os controladores.- Ele tem incitado e está gerando muita intranqüilidade, colocando a população em polvorosa. É um preço muito alto - disse o procurador.Giovanni Ratacasso disse que o presidente da associação, com esse comportamento, está tentando colocar uma "cortina de fumaça" nas investigações e tentando impedir que se apure o seu envolvimento no caso da colisão entre o Boeing da Gol com o Legacy. Rodrigues estava de plantão no dia 29 de setembro, data que ocorreu o acidente.- Jamais vou dizer se alguém é culpado ou inocente antes do inquérito concluído. Mas ele quer não só se proteger, mas como todos os outros controladores, como se o erro fosse do sistema aéreo do país, que é um dos melhores do mundo - disse.Rattacaso disse ainda que não se pode deixar a população enfrentar todos problemas que têm passado nos aeroportos por causa de "interesses escusos".Wellington Rodrigues divulgou nota afirmando que, no dia do acidente, exercia a função de instrutor e num setor diferente onde ficavam os controladores que acompanhavam o Legacy. Ele afirma que a entidade sente-se injustiçada com as acusações que tem recebido e que nunca incentivou movimentos reivindicatórios e atos de insubordinação."A associação foi ao público explicar o que realmente estava acontecendo: homens que perderam a auto-estima e a confiança em situação de stress pós-traumático. O que foi compreendido como insubordinação", diz a nota.Rodrigues afirmou ainda que a associação não é composta por sindicalistas nem por baderneiros e que está preocupada exclusivamente com a segurança de quem controla e de quem voa.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di