Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Presos não votam por falta de vontade política do poder público, avalia Depen


Agência O Globo BRASÍLIA - "Falta vontade política" para garantir aos presos provisórios o direito de votar, na avaliação do coordenador-geral de Ensino do Departamento Penitenciário Nacional, Fábio Sá e Silva. Segundo o Depen, apenas seis estados garantiram até hoje o direito constitucional do voto nos presídios. Outros dois prometem fazê-lo a partir das eleições de outubro.- Ainda está muito no nível de vontade política por parte das gestões dos estados e da Justiça Eleitoral. Outras vezes, é preconceito e falta fazer acontecer o voto do preso - diz ele.Silva conta que alguns juizes eleitorais já deram parecer contrário a pedidos de colocação das urnas alegando diversos motivos, até mesmo a impossibilidade de fiscalização por parte dos partidos, que é facultativa. A conseqüência da falta de vontade política, segundo ele, é negativa.- A comunidade política fica distante do sistema prisional. Não encontra um espaço onde possa obter votos e também não se interessa pelos problemas dos presídios - avalia. - O voto é mais que depositar um papel na urna, é um exercício da cidadania. À medida que os presos ficam privados desse direito, reduzimos ainda mais a capacidade que o Estado tem hoje de intervir para que essas pessoas possam se autodeterminar mais responsavelmente e se envolvam num processo de reintegração social.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni