Porto Velho (RO) domingo, 27 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Presidente da Infraero diz que acordo com controladores de vôo deve ser cumprido


Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), brigadeiro José Carlos Pereira, afirmou que o acordo com controladores de vôo deve ser cumprido até amanhã (3) como estava previsto. - As decisões terão que estar em prática. Uma medida provisória, alguma coisa, terá que ser apresentada amanhã. Segundo ele, como o acordo foi assinado pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, terá que ser cumprido. - As coisas que se assinam são para ser cumpridas. O presidente da Infraero disse ainda que no final de semana o Ministério da Defesa e a Casa Civil se reuniram para discutir o novo modelo de controle aéreo civil. Pereira viaja hoje a São Paulo para participar de uma audiência pública sobre o Aeroporto de Congonhas, mas afirmou que volta à noite para continuar as discussões com o governo sobre a decisão que será anunciada amanhã. Questionado sobre a possibilidade de a Infraero assumir o controle aéreo, ele afirmou que ainda não foi consultado pelo governo sobre o assunto. - O modelo ainda está em discussão. Acredito que a medida provisória, o que o governo determinar, já trará especificamente como será essa modelagem. Ele afirmou que seria "complicado" para a Infraero assumir o controle aéreo. - A missão da Infraero é administrar aeroportos, administrar tráfego aéreo é uma coisa muito mais séria. Para se ter uma idéia, a Infraero tem 9 mil funcionários e o Decea, que cuida do espaço aéreo, tem 17 mil. Isso já mostra o grande tamanho do problema e do que precisa ser feito. O presidente da Infraero espera que até a noite o movimento nos aeroportos esteja normalizado. Na última sexta-feira (30), os controladores de vôo e o governo federal firmaram um acordo que prevê a desmilitarização imediata da categoria; o pagamento de uma gratificação; a criação de um plano de carreira para os funcionários do tráfego aéreo, além do cancelamento de 20 transferências que ainda seriam realizadas. O acordo foi fechado em reunião dos profissionais com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, e o diretor do diretor do departamento de Controle do Espaço Aéreo da Infraero, brigadeiro Jamon Cardoso. A reunião teve início pouco depois que os controladores de vôo pararam de trabalhar ao receber ameaça de voz de prisão do comando da Aeronáutica, por volta das 18horas de sexta-feira. Os controladores paralisaram as atividades no Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek, em Brasília e a ação teve efeito dominó que culminou no fechamento de todos os aeroportos.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu