Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PMDB goiano declara apoio a Lula e diz que presidente quer sacudir a campanha


Luiza Damé - Agência O GloboBRASÍLIA - O PMDB goiano declarou na tarde desta terça-feira apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em reunião no Palácio do Planalto. Estiveram reunidos com o presidente, o prefeito de Goiânia, Íris Rezende, e o senador Maguito Vilela, que disputa o segundo turno com o governador Alcides Rodrigues.Íris disse que o presidente Lula pretende convocar lideranças nacionais aliadas para formar uma comissão que de "fôlego" para o segundo turno.- Ele quer lideranças nacionais para intensificar e sacudir a campanha - disse o prefeito.Maguito Vilela afirmou que o melhor caminho para o PMDB é Lula:- O PMDB de Goiás está 100% unido sobre a liderança de Lula e 100% do PMDB vai nos apoiar - disse Maguito.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a