Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Planalto confirma exoneração de Freud Godoy, assessor de Lula


Cristiane Jungblut - Agência O Globo RIO e BRASÍLIA - O Palácio do Planalto confirmou que Freud Godoy, assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, encaminhou pedido de exoneração, que será publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira. Conforme havia explicado em entrevista à TV Globo, o assessor encaminhou o pedido de exoneração a Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Lula, nesta segunda-feira. A assessoria do Planalto confirma ainda que Lula telefonou para Freud pela manhã para obter informações sobre o noticiário.Freud está sendo apontado como a pessoa que teria encomendado um dossiê contra o tucano José Serra, candidato ao governo de São Paulo. Ele estava lotado na Secretaria Particular do gabinete pessoal do presidente da República. O assessor foi nomeado no dia 12 de março de 2003, mas presta serviço no gabinete da primeira-dama, dona Marisa Letícia.Freud está na sede da Polícia Federal, em São Paulo, onde se apresentou espontaneamente para prestar esclarecimentos sobre o episódio.Em depoimento na PF, em São Paulo, ao ser preso com parte dos R$ 1,7 milhão que seriam usados para comprar o dossiê, o advogado Gedimar Passos disse que foi contatado por Freud, que também já foi segurança de Lula em campanhas eleitorais, para analisar se valia a pena comprar o material. Freud disse que conheceu Gedimar recentemente, quando foi apresentado a ele para tratar de problemas de segurança na campanha de Lula. Ele afirmou que teve quatro encontros com Gedimar, mas nega que esteja envolvido com a compra do dossiê.Em entrevista ao "Jornal Hoje", da Rede Globo, Freud revelou que conversou com o presidente nesta manhã. Freud disse estar disposto a abrir seus sigilos telefônico, fiscal e bancário para ajudar as investigações.- O presidente me ligou, falou em quebra de confiança, disse que estava muito preocupado e que 'não estava entendendo' e perguntou o que havia de verdade - contou.Freud disse ter respondido ao presidente pedindo que ficasse tranqüilo:- Eu disse: se o problema do senhor, de governo e campanha, é esse, o senhor pode pôr a cabeça no travesseiro e dormir tranqüilo, porque eu tenho como provar que não tenho nada a ver com isso.Ainda nesta segunda-feira, líderes da oposição se encontram com o presidente do TSE para conversar sobre o dossiê. O PSDB deve apresentar uma representação que acusa a PF de favorecer o PT e o governo nas investigações sobre o documento.A PF prendeu Valdebran Carlos Padilha da Silva, filiado ao PT, e Gedimar num hotel, perto do Aeroporto de Congonhas, em posse de R$ 1,7 milhão ( sendo 248 mil em dólares). Esse dinheiro seria usado pelos dois para comprar um dossiê de Luiz Antonio Vedoin, dono da Planam, acusado de chefiar máfia dos sanguessugas. Vedoin também foi preso. A PF confirmou para esta terça-feira uma acareação entre Gedimar, Valdebran Padilha, Luiz Antônio Vedoin e seu tio Paulo Trevisan.À Polícia Federal, Gedimar Passos afirmou que foi contratado pela Executiva Nacional do PT para fazer uma análise da documentação, que traria informações graves sobre políticos de outros partidos e do próprio PT. A Executiva nega.Gedimar disse que avaliou que o material trazia fatos já divulgados e de pouca importância. Ele disse também que a negociação entre Vedoin e o PT teria começado em torno R$ 20 milhões e teria sido fechada em R$ 2 milhões. Parte do dinheiro viria de uma revista, que ele não soube precisar qual e que estaria interessada na divulgação das informações. A revista "IstoÉ" publicou o dossiê na sexta passada. Ainda no depoimento, Gedimar disse que Freud teria dado a ele a missão de realizar o pagamento aos emissários de Vedoin em troca das informações. Outro ponto que coincide com o depoimento de Gedimar é que a mulher de Freud tem mesmo uma empresa de segurança.- Meu nome é Freud, trabalho com o presidente e minha esposa tem uma empresa de segurança. Isto tudo é verdade. Agora que eu fiz este tipo de negociata ou mandar alguém fazer alguma coisa, quero ver como ele vai provar isso - disse.Segundo Freud, ele foi apresentado a Gedimar por Jorge Lorenzetti, há um mês, no diretório nacional do PT, em Brasília. Gedimar cuidaria da segurança e da logística do comitê de campanha de Lula.- Foi me apresentado como funcionário do diretório nacional do PT - afirmou Freud.No segundo encontro, Gedimar e Freud decidiram como seria feita a varredura nos telefones do comitê. A empresa de segurança da mulher de Freud Freud foi contratada para o trabalho. Os dois se encontraram pela terceira vez durante a execução da tarefa. Na quarta vez em que se viram, na presença de Lorenzetti, nem chegaram a conversar, de acordo com Freud.

Mais Sobre Política - Nacional

 Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Cerca de 3 mil aposentados e pensionistas, além de 800 servidores que passaram em concurso antes da mudança de território em Rondônia serão inclusos n

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

 TV 247- O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (20) destacou a absolvição da presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, e a política de imigr

Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,95 na cidade do Rio

A tarifa de ônibus urbano da cidade do Rio de Janeiro subiu hoje (21) de R$ 3,60 para R$ 3,95. O aumento foi autorizado na terça-feira (19) pela dese

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Medida provisória prevê retirar recursos das loterias federais para o FNSP (Fundo Nacional da Segurança Pública); quem amargará o prejuízo será o Fies